Como corrigir os ciúmes infantis

Como evitar que os ciúmes entre os irmãos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A duração dos ciúmes que uma criança manifesta na família depende muito da atitude dos pais. Suas consequências sobre os filhos mais velhos podem se tornar numa crise temporal, que aconteça dentro de limites razoáveis ou se arrastar durante toda a infância. A intervenção dos pais é essencial para que os ciúmes não representem um sofrimento para a criança mais velha, evitando que a rivalidade entre os filhos seja duradoura.

Ciúmes da criança durante a gravidez

Ciúmes das crianças

Os efeitos dos ciúmes mal resolvidos podem mudar o caráter da criança ou piorar alguns defeitos do seu temperamento com o egoísmo, a inveja ou a cobiça. Nenhuma criança está preparada para receber outro irmãozinho, e a forma de como vai receber a notícia depende unicamente dos pais. Por esse motivo, os psicólogos recomendam que os pais devem ser os primeiros a dar a notícia ao seu filho da chegada de um novo irmão, antes que alguém se adiante. 

Convém conversar com muito carinho e tato para que a criança saiba claramente o que vai acontecer. Caso haja preocupação que a criança possa se sentir deslocada, você pode pedir sua opinião sobre a decoração do quartinho do seu irmão, sobre suas roupas ou brinquedos que podem deixar para o novo irmãozinho, já que agora ela já cresceu.

Explique que seu novo irmão vai gostar muito dele e que, como ele é maior, vai poder ajudar a cuidar e proteger a criança. Além disso, poderá ensinar à criança muitas coisas. É recomendável que a partir do segundo trimestre de gravidez, seu filho comece a se comunicar com seu irmãozinho através da barriga da sua mamãe para estabelecer um primeiro vínculo de comunicação entre ambos. 

Corrigir os ciúmes infantis

Quando for possível, a mãe deve se despedir do seu filho antes de ir para a maternidade. Convém que a pessoa que vai cuidar dele fique na sua casa. A criança se sentirá mais segura. Lembrem ao seu pequeno quais serão os motivos de algumas ausências e compartilhe com ele tudo o que estiver acontecendo.

Ainda que esteja no hospital, ligue para o seu filho para perguntar sobre suas atividades. O papel do pai nesses momentos deve ser ainda mais visível. Quando for possível, acompanhe seu filho ao hospital para que visite sua mãe e ainda conhecer seu irmãozinho. Um detalhe importante pode ser recebê-lo no hospital com um presente, “trazido” pelo novo irmãozinho. 

Ciúmes das crianças do irmãozinho pequeno 

O momento da volta a casa é o que exige mais tato. É recomendável que demonstre ao seu filho a alegria que você sente em voltar pra casa e encontrar todos bem e juntos outra vez. Se for possível demonstre interesse em escutar tudo o que o irmão mais velho conte sobre os dias que esteve sem sua mamãe em casa.

A criança necessita agora mais do que nunca, da segurança e confiança dos seus pais. Assim, não se sinta culpada se seu filho começa a sofrer com os ciúmes. A única coisa que pode fazer é dar carinho e avisar às visitas para darem atenção a ele também e não somente ao recém-nascido. 

É importante não mudar a rotina da criança após o nascimento do irmãozinho, evitando não alterar os costumes que tinham antes do nascimento do novo bebê. Procure participar nas suas brincadeiras, estar presente na hora do almoço ou da janta. Prepare sua merenda preferida e permita que se jogue em seus braços. Procure que o momento você tinha reservado para ele não se altere e peça para ajudá-la nos cuidados do seu novo irmão. Assim, para ele, a família será um trabalho em equipe também.