Meditação e Mindfulness para que as crianças vençam o medo

Como a meditação pode ajudar as crianças a vencerem o medo

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O medo é uma emoção, e tal como não é ‘ruim’. Essa é a primeira coisa que devemos levar em conta quando nossos filhos têm medo. As emoções existem para nos mandar uma mensagem, e graças a elas temos sobrevivido como espécie. Certamente o medo nos protege. Se não tivéssemos medo, os seres humanos já teriam desaparecido. 

Nós te contamos como o mindfulness e a meditação orientada pode ajudar a criança a controlar e inclusive a vencer os seus medos. 

O medo na infância

meditação-e-mindfulness-medo A 

As crianças sentem medo. E é natural. Entre os medos mais comuns estão o medo do escuro, dos monstros, que seus papais desapareçam, que seus pais não as amem... Na adolescência, o medo do que dirão dela, o que pensam dela, por não pertencer a um grupo, que riam dela... Por trás de qualquer medo está o medo da morte, da solidão, do desconhecido. 

Nenhum pai gosta que o seu filho sinta medo porque ninguém gosta de sentir medo. A gente não gosta de senti-lo, e muito menos que os nossos filhos o sintam. Mas, o medo existe e a gente sente sim. A primeira coisa a ser levada em conta é: 

- Não negar o medo. Frases como ‘não tenha medo’ ou ‘não deve ter medo’ não reconhecem a emoção e ao final culminam em ignorar o medo como se ele não existisse. 

- Quando se ignora uma emoção, essa aparece disfarçada de outra. Por exemplo, quando se ignora o medo da rejeição na adolescência, por exemplo, este aparece vestido de agressividade muitas vezes.  

Como o Mindfulness pode ajudar as crianças quando sentem medo? 

- Em primeiro lugar reconhecer nossas emoções. Portanto, a primeira coisa é reconhecer que ‘eu tenho medo’ e dar-me conta de que tenho medo. 

- Em segundo lugar a aceitar nossas emoções. Portanto, além de reconhecer o medo, eu o aceito. 

- Em terceiro lugar, relativizá-lo, ou seja, dar-lhe uma importância menor e vê-lo a certa distância. Em compreender que sinto medo, mas não sou o medo. 

A meditação pode ajudar as crianças a vencer o medo? A resposta é sim. Existem meditações orientadas muito diversas em que se convida as crianças a reconhecer seus medos e a serem capazes de se tranquilizar, transformando-os em confiança e em calma uma vez que o medo tenha sido reconhecido e aceito. 

À medida que as crianças crescem, já não necessitam usar essas meditações orientadas ou visualizações, porque simplesmente com o uso da respiração podem ser capazes de transformar o seu medo em confiança. 

Meditações para vencer o medo na infância 

Existem muitas visualizações ou meditações orientadas a ajudar as crianças a se tranquilizarem quando sentem medo. Alguns exemplos são:

- Prestar a atenção simplesmente à respiração. Quando se sente medo se respira, se respira, se respira. 

- A ‘meditação da montanha’. ‘Sou uma montanha e me sinto forte’. Quando inspiro eu digo a mim mesmo: ‘sou uma montanha’ e quando expiro eu me digo ‘eu sou forte’. Outra variante é dizer ‘Sou uma montanha, sou forte’ e realizar três respirações. O interessante é que a criança previamente se dê conta de em que momentos se sentem fortes e sólidos como uma montanha. Indestrutível. E que quando reviver ou se visualizar nessas situações em que se sinta forte e indestrutível. 

- A meditação ‘Eu sou o mar’. Trata-se de fazer um exercício prévio em que as crianças escutam uma meditação em que se imagina que são ‘o mar’ e que nesse mar existem peixes de diferentes cores e com diferentes emoções. Chega, por exemplo, um peixe com muito medo, mas elas não são esse peixe que tem medo, mas que são esse mar que não sente medo, simplesmente vê o medo em um dos seus peixes.

Patricia Díaz-Caneja

Coach de Mindfulness