Alterações na boca da gestante

6 problemas dentais que podem ocorrer na gravidez

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As alterações hormonais que acontecem durante a gravidez provocam alterações na boca da gestante, como o aparecimento de cáries, gengivite, excesso de salivação ou mobilidade dentária. Por isso, a prevenção e o cuidado da saúde dental é um objetivo primordial durante a gravidez.

6 alterações na boca e dentes na gravidez

Cuidados com a boca e os dentes durante gravidez

A prevenção é fundamental para ter uma boa saúde dental durante a gravidez. O ideal é, se você estiver planejando engravidar, é bom fazer um check-up dental prévio. O dentista poderá fazer todos os exames diagnósticos necessários, incluindo radiografias se achar necessário, e também tratamentos dentais se preciso. Dessa forma, quando engravidar você terá uma boca sadia.

Se já faz muito tempo que você não vai ao dentista e engravidou, também é indicado um check-up a fundo, ainda que, nesse caso, o dentista não fará radiografias, já que são contraindicadas no seu estado. De qualquer modo, o especialista te dará todas as recomendações necessárias para manter uma boca sadia e cuidada durante a gravidez.

Esses são os problemas na boca e dentes mais comuns na gestante:

- Na gestante acontecem alterações na composição da saliva e isso unido a náuseas e vômitos frequentes durante o primeiro trimestre da gravidez, pode chegar a causar erosões no esmalte do dente e produzir sensibilidade nos dentes. É recomendável enxaguar a boca com água logo após cada vômito e, além disso, o seu dentista deverá indicar um enxaguante bucal e pasta de dentes com flúor para prevenir esse problema.

- As alterações na dieta da gestante, unidos às mudanças na saliva podem aumentar o aparecimento de cáries durante a gravidez. Por isso é bom seguir as recomendações do seu dentista: escovar os dentes depois de cada refeição, enxaguantes dentais com flúor e o uso de fio dental diariamente. Se durante a escovação acontecer náuseas, utilize uma escova pequena e suave.

- Alterações na gengiva e mobilidade dentária. Devido ás alterações hormonais que a mulher sofre durante a gravidez, o acúmulo de placa bacteriana e as alterações vasculares, as gengivas podem ficar avermelhadas, inflamadas e com sangramento. Isso se conhece como gengivite da gravidez e pode desaparecer depois do parto. Para evitá-la se recomenda fazer limpezas bucais no momento que seja necessário e escovar os dentes e gengivas cuidadosamente depois das refeições, além da utilização do fio dental diariamente.

- Também é relativamente comum o granuloma gravídico (ou granuloma piogênico). É uma lesão plana ou lobulada que aparece na gengiva e que sangra com facilidade e pode estar associada à uma higiene oral deficiente. Pode aparecer durante o segundo trimestre e desaparecer progressivamente após o parto. 

- Algumas vezes a gestante apresenta dor, infecção ou urgência dental e é necessário realizar o tratamento porque o benefício é maior do que os mínimos riscos que acarretam. Nesse caso, se você puder escolher, é melhor fazê-lo durante o segundo trimestre da gravidez.

Sara Hawkins
Odontologista