Dieta para gestantes com hipertensão

Alimentos para evitar ou diminuir o risco de pré-eclampsia na gravidez

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A hipertensão é uma doença que afeta 5% das gestantes. A pré-eclampsia não representa uma doença de alto risco se for controlada pelo médico e se tomarem as medidas oportunas para que a pressão arterial esteja controlada. 

Em alguns casos, a pré-eclampsia deriva numa eclampsia, situação grave que inclusive pode implicar em risco de vida. As mulheres com sinais de pré-eclampsia devem ser acompanhadas de perto pelo médico. 

Alimentos para controlar a hipertensão na gravidez 

Alimentos para controlar a grávida hipertensa

Além de praticar exercícios físicos moderados e controlar o estresse para evitar que a pressão suba, você pode levar em conta essas recomendações sobre a dieta ideal para gestantes hipertensas: 

- A alimentação deve ser rica em potássio, um mineral presente na maioria das frutas e verduras, em especial as bananas, espinafre, melão ou cítricos. O potássio é diurético e ajuda a eliminar o excesso de sal no corpo. 

- É importante que a dieta da gestante seja composta por alimentos ricos em ácidos graxos Omega 3, como sardinha, anchova ou cavala. Esses ácidos ajudam a reduzir o nível de colesterol, previnem a obstrução das artérias e facilitam a passagem do sangue. 

- Os especialistas em nutrição cada vez mais incluem o magnésio em lugar de destaque pelas suas propriedades no desenvolvimento dos ossos da criança no seu crescimento. A deficiência de magnésio está associada a quadros de hipertensão. Esse mineral está presente nos legumes, cereais integrais, frutos secos ou sementes. 

- O cálcio tem demonstrado sua eficácia na hora de controlar a pressão, além do que sua ingestão é necessária para o bom desenvolvimento do bebê. Está presente em iogurtes, queijos, tofu ou verduras de folhas verdes. 

- Nas refeições é importante limitar ou evitar o consumo de sal. 

- É totalmente desaconselhável na dieta da gestante com hipertensão, a cafeína e os bolos industrializados, já que aumentam a pressão arterial.