Apneia do sono durante a gravidez

Os transtornos que acontecen no sono nas gestantes

Vilma Medina

Vilma Medina

A gravidez afeta o sono devido as alterações hormonais e fisiológicas, fatores físicos e mudanças no comportamento. Os roncos e a apneia do sono se tornam mais comuns à medida que a mulher aumenta de peso.

A apneia do sono é um transtorno respiratório em que a pessoa que está dormindo para de respirar durante alguns segundos. Durante esse tempo, não se recebe oxigênio, e um dos órgãos mais afetados é o cérebro; na mulher gestante, a placenta e como consequência, o bebê. As pausas podem acontecer de maneira isolada ou se repetirem centenas de vezes durante a noite, com graves consequências.

Sintomas da apneia do sono em gestantes

Problemas para dormir durante a gravidez

Os principais sintomas que nos podem fazer pensar que uma pessoa sofre de apneia obstrutiva do sono podem ser divididos em noturnos e diurnos.

Dentre os sintomas noturnos destacamos os seguintes: 

- Ronco forte e persistente 

- Pausas constatadas da respiração (apneia) 

- Asfixia ou respiração ofegante devido à falta de ar e sono agitado 

- Visitas frequentes ao banheiro 

 Dentre os sintomas diurnos, encontramos:

- Cefaléias na primeira hora da manhã 

- Sonolência durante o dia 

- Falta de concentração e irritabilidade 

- Em longo prazo e sem tratamento podemos ter hipertensão arterial, diabete tipo 2, infartos, acidentes cerebrovasculares, insuficiência cardíaca... 

O principal sintoma da apneia do sono é o ronco, mas é importante saber que nem todo ronco é consequência desse transtorno. Na gravidez, e, sobretudo no terceiro trimestre, ronca-se mais e dentre as suas causas podemos encontrar as seguintes: 

- Alterações hormonais próprias da gravidez: a progesterona (necessária para que o útero tenha contrações até a hora do parto) relaxa a musculatura das vias aéreas, que tem maior probabilidade de se colapsar ou se estreitar, produzindo o ronco. 

- Aumento de peso próprio da gravidez.

- Outros problemas de sono associados (pernas inquietas, aumento do despertar noturno para ir ao banheiro). 

Consequências da apneia do sono na mãe e no feto 

As consequências da apneia do sono continuam sendo investigadas a curto e longo prazo, em relação ao rompimento da oxigenação durante o período de sono na mamãe e no bebê e algumas pesquisas parecem começar a dar seus frutos. Conheça algumas consequências da apneia do sono para a mãe e para o feto: 

- Baixo peso ao nascer

- Risco de que a mãe desenvolva pré-eclampsia

- Existe um estudo que diz que 7 de cada 10 mulheres com diabetes durante a gravidez poderia sofrer de apneia do sono, sobretudo se apresenta outros fatores de risco associados, como o sobrepeso ou hipertensão

Para finalizar, gostaria de dizer que o diagnóstico da apneia obstrutiva do sono é simples, mas é necessário um exame diagnóstico que dura toda uma noite, em que se estuda o comportamento da pessoa durante o sono. O exame é chamado de polissonografia, que pode ser feito em laboratório do sono ou em deteminados casos, em casa com aparelhos portáteis, e o seu tratamento é fácil. A gravidez parece ser um momento adequado para detectar aqueles casos sem diagnóstico, e se a mulher sofre de mais de um sintoma aqui citados, seria conveniente procurar o médico para realizar outros exames para confirmar o diagnóstico. 

Sara Cañamero de León
Matrona 

Profissões perigosas para as mulheres grávidas

Profissões perigosas para as mulheres grávidas

Algumas profissões são perigosas para a mãe e para o feto. Manipulação de produtos tóxicos ou exposição à radiação (perigo no primeiro trimestre de fetos malformados) são algumas delas.

O bebê prematuro

O bebê prematuro

No momento do seu nascimento, todos os bebês são classificados em função da quantidade de semanas que esteve em gestação. Considera-se um bebê prematuro o que nasce antes das 37 semanas de gravidez.

Sintomas perigosos durante a gravidez

Sintomas perigosos durante a gravidez

Urgencias durante a gravidez. O período de gestação é uma fase na vida da mulher cheia de sonhos e expectativas. Infelizmente nem todas gestações tem um final feliz, e os motivos são muitos. Apresentamos alguns sintomas que devem ser acompanhadas pelo médico com urgência.

Benefícios para a gestante em dormir do lado esquerdo

Benefícios para a gestante em dormir do lado esquerdo

A postura mais recomendável para a gestante é dormir do lado esquerdo. Esta forma para conciliar o sono na cama tem vários benefícios médicos e é a melhor porque ao apoiarmos desse lado ajuda com que o sangue flua de maneira muito mais natural e a grávida não se sinta incômoda, já que está sobre a veia cava, onde a circulação do sangue é mais abundante.

A Síndrome das pernas inquietas na gravidez

A Síndrome das pernas inquietas na gravidez

Alguma vez você já ouviu falar da Síndrome das pernas inquietas? Em geral, que sofre dessa síndrome sente um incômodo muito grande nas pernas quando está sentado ou deitado. Ocorre tanto em homens como em mulheres e pode causar dificuldades para conciliar o sono, viajar e desenvolver outras atividades. Alguns casos da SPI se relacionam com a gravidez, à anemia por deficiência de ferro ou à insuficiência renal.

0 comentarios