Benefícios para a gestante em dormir do lado esquerdo

Por que é bom para a gravidez dormir do lado esquerdo

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Durante a gravidez são muitas os incômodos que podem acontecer conforme avança a gestação. Mais além de alguns incômodos típicos como a retenção de líquidos, a falta de energia ou as alterações emocionais produzidas pelos hormônios, existem outros tipos de pautas que devem ser estabelecidos para que a gravidez seja o mais confortável possível, como é o momento de dormir. Sobretudo, no terceiro trimestre, quando o corpo começa a pesar muito mais, a gestante deve saber como se posicionar para dormir e quais as posturas são mais benéficas.

Os benefícios de dormir do lado esquerdo na gravidez

benefícios-para-a-gestante-dormir-lado-esquerdo A

A postura mais recomendável para a gestante é dormir do lado esquerdo. Esta forma para conciliar o sono na cama tem vários benefícios médicos e é a melhor porque ao apoiarmos desse lado ajuda com que o sangue flua de maneira muito mais natural e a grávida não se sinta incômoda, já que está sobre a veia cava, onde a circulação do sangue é mais abundante. 

É por isso por que os ginecologistas recomendam dormir dessa maneira e não do lado direito, já que a circulação seria muito pior e se notaria o peso da gravidez fazendo tanto o sangue como o oxigênio não cheguem de forma fluida ao bebê durante a noite. Além disso, outro claro benefício é que ajuda com que não apareçam varizes ou que não se retenham líquidos desnecessários, algo muito típico da gravidez, sobretudo nas últimas semanas de gestação. 

Dormir sobre o lado esquerdo facilita o fluxo sanguíneo, a capacidade de oxigênio do futuro bebê e também a comodidade da mãe, já que no último trimestre pode aparecer a insônia.

Para que a hora de dormir seja muito mais agradável é necessário, além de deitar do lado esquerdo, dormir com um travesseiro entre as pernas, que ajude a repartir o peso da barriga e faça com que a bexiga esteja mais segura para não ter vontade de ir ao banheiro muitas vezes. Dessa maneira também se libera a pressão que se faz no útero, sobretudo nas últimas semanas de gravidez, onde o peso do bebê faz com que também a zona da pélvis e a vagina possam estar doloridas durante o dia.

Marta Marciel

Redatora de GuiaInfantil.com