O risco de usar o telefone celular na gravidez

Vilma Medina

Vilma Medina

O que faríamos hoje em dia sem o telefone celular? Numa certa manhã você o esquece em casa, ou a bateria acaba e a rotina do dia muda para pior. Você se sente desconectada e fica faltando alguma coisa... Para a maioria da gente o celular não é apenas um telefone. É agenda, internet, facebook, twitter... 

Sem nos dar conta fazemos uso indiscriminado do celular sem pensar como as ondas magnéticas podem ser prejudiciais para a saúde, sobretudo durante a gravidez

Usar o celular na gravidez, um dilema

o-risco-de-usar-celular-gravidez A 

Precisamente isso é o que uma equipe de pesquisadores do Departamento de Obstetrícia, Ginecologia e Ciências Reprodutivas da Universidade de Yale se perguntou e chegaram à conclusão de que o uso do celular durante a gravidez pode causar posteriores transtornos de comportamento no bebê e pode afetar o desenvolvimento cerebral do feto, o que poderia dar lugar a problemas de concentração e hiperatividade. 

O experimento foi realizado com camundongos prenhes, que foram submetidos à radiação de um telefone celular desligado e em silêncio, colocados em cima de sua jaula. A equipe mediu a atividade elétrica do cérebro de camundongos adultos que foram expostos à radiação e realizaram neles uma série de provas psicológicas e de comportamento. Os pesquisadores encontraram respostas em que os camundongos que foram expostos à radiação tinham a tendência a serem mais hiperativos e tinham diminuído sua capacidade de memória.

Acredita-se que essas mudanças no comportamento se devem ao efeito que causam durante a gestação dos camundongos às ondas magnéticas sobre o desenvolvimento dos neurônios na região co córtex pré-frontal do cérebro. E essa descoberta está relacionada com o Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), que é um transtorno que se localiza na mesma região do cérebro. 

No entanto, ainda é muito cedo para relacionar as consequências das radiações do telefone celular em camundongos e em humanos, já que a gravidez dos roedores só dura 19 dias e as crias nascem com um cérebro menos desenvolvido que os bebês humanos, por isso serão necessárias mais pesquisas adicionais para determinar se os riscos potenciais de exposição à radiação são similares durante a gravidez em humanos. 

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com

10 motivos para proibir os smartphones para crianças menores de 12 anos

10 motivos para proibir os smartphones para crianças menores de 12 anos

Hoje em dia existe uma grande preocupação dos pais em relação ao contato que as crianças têm, inclusive os bebês, com os smartphones e tablets. Especialistas no tema alertam sobre o risco do uso desses aparelhos por bebês e crianças.

O telefone celular não é um brinquedo

O telefone celular não é um brinquedo

O telefone celular não é um brinquedo nem um jogo. É simplesmente um aparelho e como tal, um instrumento de necessidade. É lamentável que esteja se convertendo já em uma droga. Já existem muitas crianças viciadas em celulares e já precisam de acompanhamento psicológico.

Pais viciados nas novas tecnologias

Pais viciados nas novas tecnologias

Existe algo que nunca poderemos devolver aos filhos: o tempo que perdemos enquanto nossos filhos cresciam. Seus sorrisos, suas brincadeiras, suas frases ingênuas. O vício dos pais às novas tecnologias pode gerar uma família sem diálogo.

Seu vício pelo celular faz com que o seu filho se sinta ignorado

Seu vício pelo celular faz com que o seu filho se sinta ignorado

O telefone toca. É uma mensagem do grupo de mães da escola. Evidentemente você atende e responde. Você tem 15 mensagens sem ler. Também acaba fazendo aquela chamada pendente. E, é claro, não vai deixar de dar aquela olhadinha no Facebook. Seu vício pelo celular tem afetado sua relação com o seu filho.

0 comentarios