A atenção e a concentração das crianças

Como favorecer e estimular a concentração das crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

O ambiente de uma criança está repleto de informações, novidades e estímulos. Talvez por isso seja difícil para ela manter atenção e uma concentração nos estudos e nas suas tarefas de um modo particular. A atenção geral que requer qualquer aspecto novo na sua vida apresenta, em algumas ocasiões, dificuldades no aprendizado.

Conselhos para favorecer a atenção e a concentração

Criança concentrada

Através da atenção, nossa mente pode se concentrar em um estímulo específico ao nosso redor para ignorar todos os demais. Com a concentração, uma das habilidades fundamentais no processo de conhecimento, a gente mantém a atenção focada em um ponto de interesse, durante o tempo que for necessário. Sem concentração é praticamente impossível aprender algo. Portanto, a concentração é imprescindível para o aprendizado. 

1. Evitar distrações. Prescindir de tudo aquilo que possa distrair a atenção da criança: problemas pessoais, de família, falta de objetivos, ruídos, etc.

2. Diversificar as tarefas. Mudar de matéria ou tema de estudo de tempo em tempo. As mudanças ajudam a iniciar o processo de atenção e assim a criança poderá manter a concentração por mais tempo. 

3. Criar rotinas e hábitos de estudo. Convém começar a estudar todos os dias em horários fixos para conseguir um bom rendimento cerebral. Se uma pessoa se acostuma a fazer o esforço de se concentrar todos os dias na mesma hora, ao final de alguns dias ela conseguirá que sua mente se concentre com mais facilidade nessa hora.

4. Marcar tempos. É necessário estabelecer um tempo para realizar cada tarefa ou atividade e que se exija realizá-la no tempo previsto. 

5. Organizar tarefas. Convém realizar as tarefas mais difíceis quando a criança estiver mais descansada.

6. Centrar a mente. Para estar em pleno rendimento, a concentração requer um ‘aquecimento prévio’ que pode consistir em dedicar uns minutos (não mais de cinco) em riscar algumas letras (escolher alguma) de uma folha de jornal. Em seguida poderá começar a fazer a atividade programada.

7. Traçar metas e objetivos. É muito importante que a criança tenha muito claro as metas a alcançar. Quando queremos algo de verdade e com força, a gente mobiliza muitos dos nossos recursos para conseguir alcançá-lo. Portanto, se a criança tem claro o seu objetivo no estudo, mais da sua parte ela fará para consegui-lo. 

8. Intercalar descansos. O processo de atenção segue uma curva que pode cair com o tempo. Por isso, é conveniente intercalar descansos para recuperar a concentração. 

9. Sintetizar e resumir. Resumir mentalmente o que foi escutado durante uma explicação e escrever com frases curtas os detalhes de maior interesse é uma boa técnica para exercitar a atenção.

Benefícios da meditação para as crianças

Benefícios da meditação para as crianças

Praticar a meditação com crianças implica em realizar uma multidão de atividades em que as crianças estão focando sua atenção na sua respiração, em algo que estão vendo, em algo que estão fazendo...

A importância das vacinas na infância

A importância das vacinas na infância

As vacinas são um símbolo de progresso, e o seu aparecimento em 1796 foi considerado um dos maiores marcos da saúde da História. Quando administradas elas desencadeiam uma resposta de formação de defesas (anticorpos) por parte do organismo.

Como educar o cérebro das crianças

Como educar o cérebro das crianças

A Neuroeducação infantil é uma disciplina recente que agrupa conhecimentos neurocientíficos, psicológicos e educativos, que trata de aproximar aos pais e educadores conhecimentos sobre como funciona o cérebro das crianças e facilitar o seu aprendizado.

Atividades para ajudar as crianças a entender a matemática

Atividades para ajudar as crianças a entender a matemática

O mais habitual é que os pais encontrem tempo para ler um conto aos seus pequenos, inculcando às crianças algo tão importante como o amor pelo hábito da leitura, mas, o que acontece quando se trata de inculcar amor pela matemática?

5 conselhos para que o seu filho seja mais independente

5 conselhos para que o seu filho seja mais independente

Muitos pais sem se dar conta acabam superprotegendo os filhos e fazendo as coisas por eles o tempo todo, inclusive as coisas mais bobas. Tudo isso para que os filhos não se esforcem ou pensando que fazendo por eles mesmos seja mais rápido e menos complicado.

0 comentarios

Ad