Seu vício pelo celular faz com que o seu filho se sinta ignorado

Vilma Medina

Vilma Medina

O telefone toca. É uma mensagem do grupo de mães da escola. Evidentemente você atende e responde. Você tem 15 mensagens sem ler. Também acaba fazendo aquela chamada pendente. E, é claro, não vai deixar de dar aquela olhadinha no Facebook. No final, o tempo passa sem você se dar conta e já leva uma hora sem deixar de olhar para o smartphone. O seu filho já lhe chamou por cinco vezes, mas você o ignorou.

Esta situação se repete mais vezes do que a gente imagina. A gente nem se dá conta. Eles sim. Minha filha desenhou para a escola como era a sua família. Seu padre cozinhava. Seu irmão assistia à televisão. E eu... Bom, eu estava ao celular, é claro.

Como o vício pelo celular dos pais afeta as crianças

seu-vício-pelo-celular-filho-ignorado A

Segundo um estudo da AVG Technologies, 42% das crianças pensa que seus pais passam mais tempo diante do celular do que brincando com elas. Isso é 4 em cada 10 crianças. Ao perguntar-lhes, eles asseguraram que seus pais atendem ao celular se ele toca ou recebem alguma mensagem enquanto estão falando com eles. E eles se sentem desprezados. Com frequência eles não conseguem terminar uma frase ou os seus pais pedem um tempo a eles toda vez que os chamam porque estão ocupados com o smartphone ou tablet

Os pais de hoje em dia são assim: estão com os filhos no parque, mas a cabeça está no trabalho, ou com os amigos. E acabamos nos conectando ao celular, totalmente abduzidos. As crianças observam confusas. Meu pai me ignora? Por que não atende quando eu o chamo? Por que não olha quando subo na escorregadeira? Não tira os olhos do celular... 57% das crianças entrevistadas neste estudo asseguram que desejariam tirar o celular dos pais. 

Quais consequências isso têm? Evidentemente, o vínculo entre pais e filhos vai se deteriorando pouco a pouco, e, no futuro, a comunicação entre eles será quase inexistente. Que grande paradoxo: a gente se comunica mais com o mundo e menos com os nossos filhos.

Como saber se o nosso filho se sente trocado pelo celular

- Peça ao seu filho que desenhe a sua família e que mostre o que cada um está fazendo em casa. Ele te desenhou com um celular nas mãos? 

- Pergunte ao seu filho quantas horas você passa com o celular ou tablet.

- Responda você mesmo: quanto eu uso o celular ou tablet? Quando o faço, o meu filho está presente?

- Você usa o smartphone enquanto está comendo? Seus filhos estão presentes? 

- Você diz com bastante frequência ao seu filho: ‘espera’, quando ele te chama e você está falando ao celular? 

Se a maioria das respostas é afirmativa, comece desde hoje a desligar mais o celular e falar mais com o seu filho. Ele te agradecerá pelo resto da sua vida. 

Com as novas tecnologias, os pais ainda não se deram conta que o vínculo entre pais e filhos, o diálogo familiar durante as refeições e as brincadeiras familiares estão perdendo cada dia mais lugar. E isso é muito perigoso. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

10 motivos para proibir os smartphones para crianças menores de 12 anos

10 motivos para proibir os smartphones para crianças menores de 12 anos

Hoje em dia existe uma grande preocupação dos pais em relação ao contato que as crianças têm, inclusive os bebês, com os smartphones e tablets. Especialistas no tema alertam sobre o risco do uso desses aparelhos por bebês e crianças.

Pais viciados nas novas tecnologias

Pais viciados nas novas tecnologias

Existe algo que nunca poderemos devolver aos filhos: o tempo que perdemos enquanto nossos filhos cresciam. Seus sorrisos, suas brincadeiras, suas frases ingênuas. O vício dos pais às novas tecnologias pode gerar uma família sem diálogo.

Proibição do ipad e smartphones a menores de dois anos

Proibição do ipad e smartphones a menores de dois anos

Um dos grandes produtores de smartphones e tablets, Taiwan, foi a primeira nação a declarar guerra aos pais que utilizam esses aparelhos como ‘babás’. A partir de agora em Taiwan as crianças menores de 2 anos não poderão brincar com nenhum desses aparelhos.

Lesões em crianças derivadas do uso de smartphones e tablets

Lesões em crianças derivadas do uso de smartphones e tablets

Você sabe por que as crianças que passam muito tempo com os tablets e smartphones estão desenvolvendo problemas musculares nas mãos e nos dedos? Usar telas sensíveis ao toque não ajuda a trabalhar os músculos necessários para a escrita.

Lesões em crianças causadas por computadores

Lesões em crianças causadas por computadores

Nos tempos atuais é inevitável que as crianças acabem utilizando o computador. No início abrem o computador para brincar e desenhar. Logo para baixar algum filme ou música, e inclusive para buscar informações que complementem os deveres escolares.

0 comentarios