O que a tristeza ensina às crianças

Como administrar os sentimentos das crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

Os sentimentos são grandes mestres de nós mesmos, porque nos ensinam como estamos, o que realmente queremos e o que necessitamos para nos sentirmos melhor no caso em que estejamos mal ou tristes. 

A tristeza é um sentimento muito forte que nos indica que algo não vai bem no nosso interior e que devemos buscar uma maneira de melhorar. A tristeza é um sentimento muito importante, porque também nos ensina valores que devemos saber interpretar.

Por que é importante ensinar as crianças a entender os sentimentos

o-que-a-tristeza-ensina-as-crianças A

As crianças com frequência têm dificuldades não apenas para compreender os sentimentos próprios, mas também para compreender os sentimentos de outras pessoas (é muito difícil compreender aos outros, se primeiramente a gente não compreende a nós mesmos). Estas habilidades são muito importantes para o bem estar físico e emocional, mas também para a construção de relações pessoais e para poder criar um vínculo afetivo com a família.

Todos nós temos direito a nos sentir tristes de vez em quando, mas também temos o direito a que a tristeza seja um bom professor pra gente, e para isso, as crianças devem aprender o que é que este sentimento que as ensina. 

O que as crianças aprendem com a tristeza

Todos os pais querem que seus filhos sejam felizes, mas a tristeza é uma emoção natural que não se pode ocultar para sempre. Quando nos sentimos tristes podemos pensar que a vida é muito injusta com a gente, mas na realidade é que é somente uma perspectiva. Muitas pessoas pensam que a felicidade é uma meta que deve ser conquistada, mas a felicidade é um caminho que não está isenta de momentos tristes... Se não houver tristeza, não existe felicidade. Mas, o que esse sentimento ensina para as crianças? 

1. Se existe a tristeza, também existe a felicidade.

2. A decepção e o sofrimento são temporais e podem nos ajudar a aprender e a crescer. 

3. Aprenderão a compreender as sensações dela mesma e dos outros.

4. Aprenderão a tolerar a desilusão, a frustração, o fracasso ou a injustiça.

5. Às vezes se perde e às vezes se ganha. 

6. Os outros também ficam tristes. 

7. A tristeza nos ajuda a buscar soluções que nos ajudem a ficarmos melhor.

A tristeza é um sentimento que não deve ser reprimido. No caso de reprimi-la, as crianças teriam consequências negativas, como, por exemplo: mau comportamento, falta de assertividade, má compreensão dos sentimentos, baixa tolerância à frustração, depressão, etc.

María José Roldán

Psicopedagoga

Mestre em Educação Especial (Pedagogia Terapêutica)

Violência escolar ou Bullying

Violência escolar ou Bullying

A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

Depressão infantil

Depressão infantil

A depressão, assim como a ansiedade, está crescendo entre as crianças. Já não são somente os adultos os que se deprimem. A depressão infantil pode surgir devido mudanças importantes na vida das crianças como pode ser resultado da perda dos pais, um divórcio ou problemas familiares, bullying, autoestima baixa, etc.

Como ensinar a criança a reconhecer más influências

Como ensinar a criança a reconhecer más influências

As crianças, antes ou depois, enfrentarão esse problema: nem todas as pessoas que a gente se relaciona nos beneficiam. Quando o amigo do nosso filho não compartilha dos mesmos valores que buscamos inculcar no nosso filho, estamos diante de um caso de má influência.

A morte e a dor das crianças

A morte e a dor das crianças

A morte e as crianças. As crianças manifestam o estado de dor de uma forma diferente dos adultos. Elas não falam sobre o que lhes confundem ou lhes preocupam em relação à morte, mas deixam claro através dos comportamentos diferentes aos habituais, manifestando ansiedade.

Quando os pais defendem as más condutas dos seus filhos

Quando os pais defendem as más condutas dos seus filhos

Quando nossos filhos começam a estudar, eles terão que enfrentar problemas que podem surgir com os amigos ou com os companheiros. Até então, somente brincavam com outras crianças sob a supervisão dos pais, que estavam ali para ajudá-las em caso de algum conflito.

0 comentarios