Como ensinar a criança a reconhecer más influências

Como educar a criança para que saiba reconhecer quando um amigo não é bom para ela

As crianças, antes ou depois, enfrentarão esse problema: nem todas as pessoas que a gente se relaciona nos beneficiam. Quando o amigo do nosso filho não compartilha dos mesmos valores que buscamos inculcar no nosso filho, estamos diante de um caso de má influência. Nesse caso, é muito importante criar um vínculo afetivo entre pais e filhos, priorizando a comunicação, para que, se a criança alguma vez sente que tem um problema, saiba que pode contar com seus pais para tudo em todo o momento. 

Mas também é muito importante que os pais saibam como educar a criança para que ela saiba reconhecer se um amigo é uma boa ou má influência, e isso se consegue, sobretudo, educando o pequeno para que tenha a capacidade de decisão e critérios próprios

Como conseguir que a criança saiba reconhecer as más influências

como-ensinar-criança-más-influências-meninas A 

Para conseguir que o seu filho saiba reconhecer as más influências e, sobretudo saiba que além de decidir por ele mesmo, pode contar com seus pais em todo o momento, é importante levar em conta sua educação e as diferentes situações nos seguintes aspectos: 

- Tente encontrar a razão por que os meninos se deixam influenciar pelas más companhias e avaliar porque isso pode ocorrer. É importante que, se o seu filho convive com más influências, saiba por que isso ocorre para depois resolver esse problema. Por exemplo, se o seu filho o faz porque lhe falta confiança em si mesmo para resistir diante da influência e pressão do grupo, você deverá pensar em como ajudar ao seu filho a ganhar confiança em si mesmo

- Promova uma variedade de amizades para que o seu filho tenha muitos amigos diferentes e entenda a diversidade entre as pessoas. Assim também poderá valorar as diferentes atitudes e idéias que possa haver. 

- Incentive a individualidade e a independência do seu filho. Para conseguir isso, você deverá ser o melhor exemplo dele e mostrar a importância que cada um tem como pessoa única e insubstituível. Os filhos aprenderão a dizer não aos seus amigos se vêem os seus pais resolverem problemas inclusive debaixo de muita pressão social, sugerindo alternativas ou usando a comunicação assertiva para explicar o porquê não se está de acordo com algo. 

- Eduque com firmeza e flexibilidade. É importante que seus filhos saibam que em casa existem algumas normas e uns limites bem estabelecidos, mas que em determinadas ocasiões existirá sempre flexibilidade para que todos os envolvidos na família fiquem contentes diante de uma decisão conjunta. 

- Quando o seu filho reagir adequadamente, nunca se esqueça de elogiar seu bom comportamento. Desse modo é mais fácil que ele repita. 

Se o seu filho, apesar de tudo se deixa levar pelas más influências, você deverá mostrar a ele que seus atos terão consequências negativas. Como? Tirando dele alguns privilégios como reduzir o tempo de brincar, consertar o erro que cometeu etc. Se você sente que o assunto começa a se complicar mais da conta, você terá que pedir ajuda de um profissional. 

María José Roldán

Mestre em Educação Especial (Pedagogia Terapêutica)

Psicopedagoga

  • Educar a criança com valores. A amizade
    Educar a criança com valores. A amizade

    A amizade. Para que a criança aprenda o valor da amizade é preciso gerar conhecimentos, habilidades, emoções, vivências e sentimentos. A criança aprende a ser amiga, com os pais, professores, amigos, colegas de escola. Saber mostrar a importância da amizade é muito importante.

    • Violência escolar ou Bullying
      Violência escolar ou Bullying

      A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

    • A criança tirana
      A criança tirana

      É lamentável chegar numa situação em que nosso filho ao invés de ser aquele príncipe encantador que reina em nossos corações, se torne numa criança mal educada, que governa nossas vidas com tirania, que nos maltrata verbalmente, e que nos chantageia.

0 comentários