Como ensinar a criança a reconhecer más influências

Como educar a criança para que saiba reconhecer quando um amigo não é bom para ela

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As crianças, antes ou depois, enfrentarão esse problema: nem todas as pessoas que a gente se relaciona nos beneficiam. Quando o amigo do nosso filho não compartilha dos mesmos valores que buscamos inculcar no nosso filho, estamos diante de um caso de má influência. Nesse caso, é muito importante criar um vínculo afetivo entre pais e filhos, priorizando a comunicação, para que, se a criança alguma vez sente que tem um problema, saiba que pode contar com seus pais para tudo em todo o momento.

Quando a criança deve aprender a reconhecer as más influências 

As más influencias das crianças

Mas também é muito importante que os pais saibam como educar a criança para que ela saiba reconhecer se um amigo é uma boa ou má influência, e isso se consegue, sobretudo, educando o pequeno para que tenha a capacidade de decisão e critérios próprios

Para conseguir que o seu filho saiba reconhecer as más influências e, sobretudo saiba que além de decidir por ele mesmo, pode contar com seus pais em todo o momento, é importante levar em conta sua educação e as diferentes situações nos seguintes aspectos: 

- Tente encontrar a razão por que os meninos se deixam influenciar pelas más companhias e avaliar porque isso pode ocorrer. É importante que, se o seu filho convive com más influências, saiba por que isso ocorre para depois resolver esse problema. Por exemplo, se o seu filho o faz porque lhe falta confiança em si mesmo para resistir diante da influência e pressão do grupo, você deverá pensar em como ajudar ao seu filho a ganhar confiança em si mesmo

- Promova uma variedade de amizades para que o seu filho tenha muitos amigos diferentes e entenda a diversidade entre as pessoas. Assim também poderá valorar as diferentes atitudes e idéias que possa haver. 

- Incentive a individualidade e a independência do seu filho. Para conseguir isso, você deverá ser o melhor exemplo dele e mostrar a importância que cada um tem como pessoa única e insubstituível. Os filhos aprenderão a dizer não aos seus amigos se vêem os seus pais resolverem problemas inclusive debaixo de muita pressão social, sugerindo alternativas ou usando a comunicação assertiva para explicar o porquê não se está de acordo com algo. 

- Eduque com firmeza e flexibilidade. É importante que seus filhos saibam que em casa existem algumas normas e uns limites bem estabelecidos, mas que em determinadas ocasiões existirá sempre flexibilidade para que todos os envolvidos na família fiquem contentes diante de uma decisão conjunta. 

- Quando o seu filho reagir adequadamente, nunca se esqueça de elogiar seu bom comportamento. Desse modo é mais fácil que ele repita. 

Se o seu filho, apesar de tudo se deixa levar pelas más influências, você deverá mostrar a ele que seus atos terão consequências negativas. Como? Tirando dele alguns privilégios como reduzir o tempo de brincar, consertar o erro que cometeu etc. Se você sente que o assunto começa a se complicar mais da conta, você terá que pedir ajuda de um profissional. 

María José Roldán
Mestre em Educação Especial
Psicopedagoga