Evitar o consumo de carnes cruas durante a gravidez

A melhor forma de evitar a toxoplasmose é evitar carnes cruas e o contato com gatos durante a gravidez

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Comer carne pouco cozida ou embutidos não é tão seguro para a saúde durante a gravidez. Tenha cuidado com a toxoplasmose, uma infecção que é produzida por um parasita microscópico que se torna perigosa principalmente durante a gravidez. Seus sintomas são leves, parecidos a um resfriado comum, mas pode causar malformação no feto e aborto nos primeiros meses. A melhor forma de prevenir o contágio por esse parasita é evitar o consumo de carnes é evitar carnes cruas ou pouco cozidas, assim como os embutidos, o leite de cabra, verduras ou frutas que não estejam cuidadosamente limpas. Também se deve evitar o contato com os excrementos dos gatos. 

Depois de manusear carne não cozida, deve lavar sempre muito bem as mãos. 

Se a mulher tiver gato de estimação, não deve pegá-lo no colo próximo à face, nem compartilhar a cama com ele, bem como lençóis e cobertores. Sempre lavar bem as mãos após brincar com o gato e usar luvas de borracha quando despejar o caixote com as fezes do animal. Se possível, pedir que alguém o faça isso por você. 

Levar o gato ao veterinário para verificar se ele é portador ou não da doença é recomendável. Em caso de confirmação da doença, a gestante deve solicitar alguém que cuide dele até cessar o risco de infecção (mais ou menos seis semanas). 

Ainda bem que a chance de se pegar toxoplasmose durante a gravidez é baixa, e o teste para a doença faz parte dos exames que seu médico pedirá antes que você descubra sua gravidez. 

Puedes leer más artículos similares a Evitar o consumo de carnes cruas durante a gravidez, en la categoría de Gravidez en Guiainfantil.com Brasil.