Os pais diante da depressão infantil

Silvia Álava, psicóloga, conta pra gente como detectar se um filho está deprimido

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A depressão não apenas afeta aos adultos. As crianças também podem sofrer depressão. No entanto, é importante não confundir a tristeza que uma criança possa sentir com um processo depressivo. A depressão na infância vem acompanhada, além da tristeza, de uma série de sintomas como alterações bruscas de humor, birras por qualquer coisa ou alto nível de ansiedade. 

A psicóloga Silvia Álava nos conta como os pais podem detectar se o seu filho tem depressão e o que podem fazer diante da suspeita de que a criança possa estar deprimida ou quando levá-la ao psicólogo. 

Como os pais podem reagir se o seu filho estiver deprimido

os-pais-diante-da-depressão-infantil A

1. Como os pais podem detectar se uma criança tem depressão? Como se diagnostica a depressão infantil? 

Para diagnosticar uma depressão infantil vai ser fundamental, antes de tudo nos reunirmos com os pais. A primeira coisa que se faz é uma entrevista com os pais em profundidade em que vamos perguntando todas as informações dessa criança. Todos esses dados (anamnese) fazem parte da história clínica. 

Além disso, a gente pede aos pais que façam registros de comportamento, ou seja, qualquer situação que eles se preocupem com o seu filho. O ideal seria que o psicólogo estivesse no local, mas é muito complicado que ele possa estar todas as horas em casa. Além disso, a figura do psicólogo poderia interferir muito no comportamento dessa criança

A gente oferece aos papais algumas planilhas onde constam colunas. Na primeira coluna a gente coloca dia e hora, na seguinte coluna que os pais têm que preencher é qual a situação, onde a criança está, com quem está e o que está fazendo, o que a criança faz ou diz e o que os pais respondem, ou outras crianças ou outros adultos que estejam ali. 

Através dessas anotações, isso é de grande importância ao psicólogo, saber o que é que pode estar acontecendo com a criança, estabelecer um correto diagnóstico e o que é mais importante: dar-lhes normas de como agir, saber o que está acontecendo. Quando as crianças são um pouco mais velhas, o psicólogo já pode entrevistá-las e conversar com elas. 

2. O que os pais podem fazer se suspeitarem que os seus filhos estão deprimidos? 

É importante quando os pais suspeitarem que a criança esteja deprimida, a primeira coisa que eles têm que fazer é parar e observá-la bem. Antes de qualquer coisa, temos que parar e observar bem a criança, porque se tivermos muito claras as situações que estão acontecendo, isso vai nos ajudar muito para podermos intervir logo e poder avaliar se é uma situação específica, se é um pensamento da criança, se é um comportamento, para, em função disso, poder intervir. 

3. Quando os pais têm que levar uma criança deprimida ao psicólogo?

Quando virem um baixo rendimento, que a criança está chateada de forma constante e que não se entretém como se estivesse cansada e que tenha perdido peso, que está mais isolada, mais irritável. Quando virmos qualquer desses sintomas seria bom que os pais procurassem ajuda

Silvia Álava Sordo

Psicóloga

Puedes leer más artículos similares a Os pais diante da depressão infantil, en la categoría de Transtornos en Guiainfantil.com Brasil.