A tosse das crianças

Diferentes tipos de tosse que afetam as crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A tosse em geral é um reflexo saudável que ajuda a proteger as vias respiratórias. Se o seu filho apresenta tosse, mas nenhum outro sintoma o mais provável é que não tenha nenhuma doença séria e sua melhora deve acontecer ao término de 1 ou 2 semanas. Após esse tempo você deve consultar a um pediatra, porque a tosse pode debilitá-lo ou pode se tratar de algo mais delicado. 

Tipos de tosse nas crianças

a-tosse-das-crianças A 

As causas mais comuns da tosse são infecções virais, alterações de temperatura, em especial à noite. No entanto, nessa lista a gente te conta quais são os tipos de tosse e as que têm causas mais delicadas: 

Tosse úmida: está associada aos catarros ou resfriados e serve para limpar as secreções. Pode durar entre 2 e 3 semanas. 

Tosse de cachorro: está associada à laringite. Começa durante a noite ou madrugada. É estridente, mas melhora de dia. Se for muito intensa o médico pode sugerir tratamento com corticóides. 

Tosse ferina: é uma tosse convulsiva, sem respiração entre uma tosse e outra e é causada pela bactéria Bordetella Pertussis. Quando se para de tossir se escuta uma inalação profunda com um som similar a um apito. Outros sintomas são gotejamento nasal, espirros, tosse leve e febre. É muito grave em crianças menores de um ano não imunizadas. É contagiosa. Todas as crianças devem ser vacinadas para prevenir seu contágio. 

Tosse seca ou irritante: pode acontecer no início de um resfriado ou ser produto de dificuldade ao respirar provocado pela asma. A asma em crianças deve ser tratada com broncodilatadores receitados pelo médico e com orientação aos pais e responsáveis pela criança. Se a tosse for abrupta e a criança tosse bruscamente é possível que se trate de um objeto estranho nas vias respiratórias da criança. Deve-se buscar ajuda de imediato. É uma emergência médica.  

Tosse com chiado: Pode identificar uma inflamação nas vias respiratórias inferiores. Está associado com a asma e com infecções virais. Pode se tratar também de inalação de um elemento estranho ou que se considera uma emergência médica. 

Tosse psicogênica ou tosse psicológica (emocional): parece um tic nervoso; é escandalosa e pode durar meses. Quando a criança dorme costuma desaparecer.  

A tosse também pode vir acompanhada de febre, gotejamento nasal e é comum que a tosse estimule o reflexo do vômito. Mas, a gente te informa quando esses sintomas são sinais para consultar o médico ou levá-lo ao serviço de emergência. 

Quando se deve chamar o médico 

- Se a criança apresenta tosse com febre e respiração levemente ruidosa. 

- Se a tosse persiste ainda depois de 2 semanas. 

Quando se deve levar ou chamar o serviço de emergência 

- Se for menor de três meses e apresenta um pouco de febre

- For menor de três meses e tenha tossido durante algumas horas.

- Apresenta sinais de dificuldade para respirar: encolhimento e afundamento das costelas, afundamento da parte baixa do pescoço e o movimento das fossas nasais, respira mais rápido do que o normal, não pode respirar devido a tosse, tem tosse persistente ou dificuldade para respirar e poderia ter se engasgado com algum pedaço de alimento ou outro objeto. 

- Apresenta chiado quando inala depois de tossir. 

- Emite chiado ao exalar. 

- Faz um som grosso quando inala. 

- Tosse de cachorro e respiração ruidosa. 

- Cospe sangue. 

- Não pode se alimentar ou vomita constantemente devido à tosse.  

- Tem os lábios ou a pele de cor azulada. 

- Está muito irritadiça e fraca. 

- Está desidratada.