O que é a doença de Kawasaki

Como a doença de Kawasaki afeta as crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Existem doenças simples, que afetam a uma só parte do corpo, mas outras são mais complexas e podem se desenvolver com sintomas em lugares muito variados. A doença de Kawasaki pertence a este último grupo.

A doença de Kawasaki nas crianças

o-que-é-a-doença-de-kawasaki A

A doença de Kawasaki é uma das vasculites mais comuns durante a infância; isso é, deve-se a uma inflamação dos vasos sanguíneos. Sua causa exata se desconhece, se bem que se especula com a possibilidade de que algum agente infeccioso desencadeie uma resposta inflamatória importante, fruto da qual se afetem os mencionados vasos. É possível que haja um fator genético individual que se relacione com a doença, pois é especialmente frequente em crianças de origem asiática.

Sintomas e diagnóstico da doença de Kawasaki nas crianças 

Desde o ponto de vista clínico, ela se desenvolve com irritabilidade, febre de vários dias de evolução, inchaço dos gânglios linfáticos do pescoço. Afeta a boca (lábios vermelhos, rachados e fissurados, língua de framboesa); afeta mãos e pés (edema e descamação), manchas na pele e hiperemia conjuntival (olhos vermelhos). Pode afetar o coração, em especial as artérias que o irrigam.

É importante saber que o seu diagnóstico se faz em função do cumprimento de uma série de critérios clínicos, e que sempre deve ser feita uma análise de sangue e uma ecografia do coração (ecocardiografia).

Tratamento da criança com doença de Kawasaki

Seu tratamento deve ser feito com a criança internada, e consiste na administração de imunoglobulinas (fazem com que a febre desapareça e o mal estado geral, e previnem o desenvolvimento de aneurismas nos vasos do coração) e ácido acetilsalicílico (tem efeito antiinflamatório e antiplaquetário). 

O prognóstico pode ser muito bom, especialmente se o tratamento for iniciado nos sete primeiros dias de evolução.

Iván Carabaño Aguado

Chefe do Serviço de Pediatria

Hospital Universitário Rey Juan Carlos

Hospital General de Villalba