Transtornos da tireóide em crianças

Que tipos de transtornos da tireóide se produzem em crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Temos ouvido falar muito dela, mas o que é a tireóide? Pois é uma glândula com forma de mariposa que temos na base do pescoço, justo diante da traquéia. E para que serve? É fundamental no correto desenvolvimento do metabolismo. Influencia no desenvolvimento mental, no amadurecimento dos ossos... 

Hipotireoidismo em crianças

transtornos-da-tireoide-em-crianças A 

Se o seu filho se cansa mais do que o normal, não cresce de forma adequada, tem dificuldade para se concentrar, perde o apetite e tem dor de garganta e rouquidão constantemente, você deveria consultar um pediatra. São sintomas do hipotireoidismo. Quando a glândula tireóide não produz os hormônios tireoidianos suficientes, o metabolismo e o desenvolvimento da criança vão mais lentos e isso pode causar-lhe graves problemas. 

O hipotireoidismo pode ser congênito (que o bebê já nasça com ele). O exame do pezinho que eles realizam logo após o nascimento do bebê pode ser detectado a tempo. Quanto antes iniciar o tratamento do hipotireoidismo, menos sequelas terão as crianças. No entanto, você deve saber que essa doença não tem cura. Necessita tratamento por toda a vida. A medicação manterá controlada a atividade da glândula tireóide. 

Hipertireoidismo em crianças 

O hipertireoidismo se dá, sobretudo em meninas (cinco vezes mais do que em meninos). Os sintomas do hipertireoidismo infantil são muito diferentes do hipotireoidismo. No caso do hipertireoidismo, a criança se mostra nervosa, ansiosa, com taquicardias e insônia. Tem frequentes diarréias, sua muito e é muito sensível ao calor. Uma análise de sangue e algum exame mais específico determinarão se a criança tem ou não hipertireoidismo. Muitas vezes pode ser confundido com a hiperatividade. A criança com hipertireoidismo tem um problema na glândula tireóide. Esta produz mais hormônios do que o normal. Por isso, parece que a criança está sempre ‘acelerada’. A boa notícia é que se trata de uma doença que atenua graças ao tratamento. Este pode durar entre um e quatro anos. 

Prevenção dos transtornos da tireóide em crianças 

Não são doenças nada fáceis de prevenir. O hipotireoidismo tem um alto componente genético. No entanto, o cuidado durante a gravidez pode ajudar com que a criança nasça sem déficit de iodo, uma das causas que provocam hipotireoidismo nos menores. 

O hipertireoidismo é mais difícil ainda de se prevenir. É possível controlá-lo, por exemplo, vigiando que não haja um consumo excessivo de iodo

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com