Terçóis em crianças. Causas e sintomas

O que é o terçol, suas causas e sintomas

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

É muito visível, mas nada grave. Uma manhã o seu filho se levanta com uma bolinha na pálpebra e à simples vista parece que tem o olho inchado. Isso provoca coceira e ardor e faz com que os olhos fiquem lacrimejando sem cessar. Mas, não há por que se preocupar. É somente um terçol, uma infecção na pele que se eliminará sem problemas nem sequelas sempre que sigam algumas recomendações. Mas, por que os terçóis saem? Existe algo que os provoquem? 

Causas dos terçóis em crianças

terçois-em-crianças A 

O terçol é uma inflamação da raiz dos cabelos (pelos), neste caso das pestanas, das glândulas sebáceas (as que produzem gordura) ou das glândulas sudoríparas (as que produzem suor). Nesses casos, acontecem nas pálpebras, superior ou inferior. 

A causa? Uma infecção. É produzida por bactérias chamadas estreptococos e estafilococos, umas bactérias que estão presentes dentro do nosso organismo. Na maioria dos casos se deve a uma obstrução de sebo. Seu aparecimento não responde a nenhum problema de saúde nem tão pouco por déficit de vitaminas. É um processo benigno que afeta tanto adultos como crianças, ainda que seja muito mais comum entre os pequenos. 

Tipos de terçóis infantis 

Existem dois tipos de terçol: os internos e os externos. Se o seu filho tem um terçol externo, você verá uma leve inflamação na borda da pálpebra, junto aos cílios. É como um pequeno grãozinho, mas dói e molesta muito. Às vezes esse inchaço pode ter um pontinho branco ou amarelado, que indica inflamação. 

Se, pelo contrário, o seu filho tem é um grãozinho localizado na borda interior da pálpebra, muito próxima ao olho, o que tem é um terçol interno, e também é muito doloroso. 

Sintomas do terçol nas crianças 

O terçol em crianças se vê rapidamente. Por ser uma inflamação na pele é facilmente localizado. A pálpebra está um pouco inchada e o olho lacrimeja. Algumas vezes incomoda e dá vontade de coçar. A área fica avermelhada e a criança tem mais sensibilidade à luz. É doloroso e incômodo, mas não dura muito, somente de três a sete dias. 

Estefanía Esteban 

Redatora de GuiaInfantil.com