Como tratar as queimaduras solares na pele de uma criança

Tratamento para as queimaduras de sol das crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

Conseguir ir com a família para uma praia por alguns dias é o sonho de todo o mundo. As precauções para desfrutar do sol com a família é muito importante. Mas, qualquer prevenção é pouca e às vezes acontece que as crianças se queimem com o sol.

Quando uma criança se queima com o sol, primeiramente devemos comprovar a gravidade da queimadura e levá-la ao pediatra o quanto antes, principalmente se houver queimado uma área grande do corpo ou se a criança apresenta vômitos ou tonturas. Mas, para uma queimadura leve, nós mesmos podemos tratar de curá-la da melhor maneira possível.

Como tratar uma criança com queimadura causada pelo sol

como-tratar-as-queimaduras-solares-pele-criança A 

A primeira coisa é retirar a criança do sol, levá-la a um lugar com sombra e, se possível, fresco. Deve-se lavar a área afetada com água fria e tão pouco faz mal dar um banho na criança com água morna (mais fria do que quente). Não é conveniente utilizar sabão na área queimada porque poderia aumentar a irritação da pele.

Tão pouco se deve secar a área queimada com uma toalha. A melhor coisa é deixar que se seque ou dando pequenos toques com um pano de algodão. Convém hidratar continuamente essa queimadura de sol e um dos melhores remédios é aplicar um spray de água termal de tempo em tempo. Outro remédio caseiro muito eficaz para as queimaduras solares são as compressas frias embebidas no leite ou aplicar uma camada de iogurte natural.

Para evitar que a queimadura solar deixe uma cicatriz na pele da criança, podemos utilizar o Aloe Vera (babosa), passando um pedacinho da planta na área afetada. Mas, para passar esse remédio é necessário esperar um ou dois dias. Até que a pele tenha se regenerado por completo, a melhor coisa é manter a área coberta e que não pegue sol, porque o resultado seria mudanças de pigmentação na pele.

Conselhos para tratar as queimaduras solares nas crianças 

Uma queimadura solar se manifesta em forma de vermelhidão, aumento da temperatura e coceira na pele. Estes sintomas são de uma queimadura de sol de caráter leve que podem aparecer algumas horas após a exposição ao sol. No caso da queimadura ser acompanhada também de uma dor intensa, de enjôos, vômitos, tonturas ou tremores, os pais devem levar a criança ao pediatra para prescrever o tratamento. 

Enquanto a queimadura continue vermelha, o melhor tratamento é aplicar água fria ou compressas umedecidas, mas logo deverão passar as loções hidratantes para que a pele se recupere o quanto antes. Como as crianças são muito ativas, principalmente no verão, é conveniente cobrir a queimadura a maior parte do tempo, ainda que seja certo que essa medida atrasa a regeneração da pele. Deve-se manter a criança vigiada para que não fure as bolhas que possam sair na área porque poderia provocar uma infecção muito dolorosa na pele.

Em todo o caso, nunca é demais insistir que as crianças devem estar muito bem protegidas sob o sol, seja no inverno ou verão. O protetor solar com um índice de proteção elevado não pode faltar na maleta das férias e não podemos baixar a guarda neste assunto. Crianças e adultos devem se proteger do sol tanto pela própria saúde como para poder desfrutar ao máximo dos dias de piscina e praia. 

Laura Vélez

Redatora de Guiainfantil.com

Queimaduras. Primeiros socorros para crianças

Queimaduras. Primeiros socorros para crianças

Acidentes com fogos, produtos químicos e queimaduras do sol em crianças devem ser evitadas. Mas quando isso acontecer é bom que os pais tenham conhecimento como proceder nos primeiros socorros até que a ajuda médica chegue.

8 conselhos para proteger crianças alérgicas ao sol

8 conselhos para proteger crianças alérgicas ao sol

Para evitar a aparição de reações na pele das crianças pela alergia ao sol que causam coceira e em alguns casos dor, é preciso seguir uma série de conselhos e seguir as medidas de proteção adequadas. Se o seu filho é alérgico ao sol, conheça essas dicas para que evitar problemas com a pele do seu filho.

Bebês lactentes ao sol: nem pense nisso!

Bebês lactentes ao sol: nem pense nisso!

A luz do sol é fonte de vida para nossos filhos, já que, entre outras coisas, permite que o nosso corpo fabrique vitamina D, mas com os bebês devemos ser especialmente cuidadosos, já que os raios do sol podem provocar neles irritações, desidratação ou queimaduras.

Proteção solar para bebês. Medidas protetoras

Proteção solar para bebês. Medidas protetoras

Os lactentes com menos de seis meses de idade devem estar sempre à sombra e não devem ser expostos à luz do sol diretamente. Proteja ao seu bebê debaixo da sombra de uma sombrinha, uma árvore ou um toldo e leve-o sempre vestido com um boné.

Mamães e papais, com o sol não se brinca

Mamães e papais, com o sol não se brinca

Em dias de sol nossos bebês estão com essas bochechas rosadas e parecem uns bonequinhos, não é verdade? Mas, cuidado com o sol! Porque a cor que os raios do sol pintaram o rostinho dos pequenos pode se converter em uma queimadura ou em algo mais grave.

0 comentarios