Abusar do sol causa danos nos olhos das crianças

Os olhos são vinte vezes mais sensíveis que a pele diante dos raios de sol

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Você sabia que os olhos são 20 vezes mais sensíveis que a pele aos raios solares? Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), entre as 10:00h e as 14:00h se recebe 60% da exposição à radiação ultravioleta diária, e por isso, nesse verão, as crianças deveriam sair à rua com bonés ou viseiras ou óculos de sol, já que são os melhores meios para protegê-los dos efeitos nocivos dos raios ultravioletas. 

Óculos de sol aprovados para as crianças 

Todas as pessoas, independentemente da idade que tenham, devem se proteger os olhos da radiação solar, mas devemos dar uma atenção especial às crianças, já que seus olhos não estão completamente desenvolvidos e apresentam uma maior vulnerabilidade à exposição dos raios ultravioletas. No verão, os raios de sol são mais prejudiciais, e o cristalino das crianças até doze anos de idade é quase transparente, e seus olhos absorvem toda a radiação. 

Nas praias do Brasil é comum nos depararmos com vendedores ambulantes vendendo óculos de sol muito baratos e que não têm poder de proteção algum. Óculos de sol, principalmente para as crianças devem ser certificados e de boa procedência. Óculos de sol de má qualidade podem causar até cegueira, em casos mais graves. 

Segundo estudo recente, quase nove de cada dez pessoas desconhecem que abusar do sol é ruim para os olhos. A exposição exagerada à radiação UV pode provocar danos nos olhos das crianças, assim como causar doenças oculares como catarata, glaucoma ou conjuntivite, dentre outras. 

Poucas crianças utilizam óculos de sol 

Você já se perguntou por que não colocamos óculos de sol nos nossos filhos? Menos de 2% da população infantil utiliza óculos de sol. Enquanto os adultos utilizam óculos de sol para tudo, para camuflarem olheiras, bolsas abaixo dos olhos, para esconder os “pés de galinha” e as rugas de expressão, as crianças quase nunca usam óculos de sol. 

Dentre os prejuízos permanentes que a exposição de sol demasiada pode produzir, são as queimaduras solares que podem acometer as crianças pela falta de proteção, e que se manifesta com dor, fotofobia e vermelhidão dos olhos. As queimaduras agudas na retina podem prejudicar a visão de forma permanente. 

Mais uma vez chamamos atenção para a qualidade dos óculos de sol que compramos para nossos filhos. A capacidade de proteção das lentes solares não depende se os óculos são mais ou menos escuros. O importante é que tenham filtro protetor para proteção contra os raios UVA e UVB entre 99 e 100 por cento. Essa é uma das razões porque em nenhum caso devemos adquirir óculos de brincadeira ou comprar imitações que não estejam regulamentados pelo Inmetro. É fundamental que as lentes solares infantis estejam aprovadas, assim como as dos adultos, já que as não aprovadas constituem um grave perigo para a saúde visual da criança. 

Marisol Nuevo