Como programar as férias com os seus filhos

Com a chegada das férias muitos pais ficam sem saber o que fazer

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O final de ano já chegou e com ele as férias. Para as crianças é um excelente momento para descansar das provas e tarefas diárias como acordar cedo, horário de banca, horário do inglês, de atividades extraescolares, etc. Já para os pais pode se transformar numa dor de cabeça. Daí vem a pergunta: O que fazer no tempo livre? A gente dá algumas dicas.

Dicas para aproveitar as férias do seu filho

O que fazer nas férias familiares

A escolha nem sempre é muito fácil, pois vai depender do padrão de vida da família. Alguns fatores também influenciam: se moram perto de praia, se na cidade tem zoológico, acampamento de férias, parques, shoppings, áreas de lazer, cinemas, clubes e outras opções. Vai depender também da faixa etária dos filhos.

O ideal é planejar viagens, passeios culturais, visitas a amigos e parentes. Tudo isso sem também sobrecarregar a criança. Quem tem parente, uma ótima opção é deixar o filho passar um tempo na casa de avós, tios. Tudo isso com muita conversa e consenso.

A palavra chave para as férias é equilíbrio. Nos dias de chuva é bom ter opções de jogos e brincadeiras caseiras. E isso não somente utilizando vídeo games, ou passando o dia todo em frente à televisão. Brincadeiras coletivas são excelentes. Em dias ensolarados um passeio no parque de bicicleta é muito bem vindo.

1 – Brincadeiras em família. Isso vale desde jogos de tabuleiro, vídeo games, passeios de bicicleta, rodada de filmes (cada um escolhe um filme para assistir por dia), cozinhar algo todo mundo junto, karaokê. Brincadeiras em família estreitam laços e os filhos adoram ver os pais “pagarem mico”.

2 – Brincadeiras com amigos e vizinhos: São diversas as brincadeiras que podem ser aproveitadas entre amigos, como cabra-cega, pega-pega, esconde-esconde, amarelinha, xadrez, polícia e ladrão, corrida de saco com premiações ou castigos para o que chegar por último.

3 – Leitura de livros. A leitura de livros nas férias não deve ser algo enfadonho. Tem muita criança que gosta de ler. O interessante é deixá-la escolher, e se os pais tiverem algo em mente, podem sugerir a ela.

4 – Brinquedos eletrônicos. Vídeo game (são inúmeras as opções), laptop infantil, globo interativo, DVD fantasia.

5 – Brinquedos manuais para fazer com seus filhos. Pipa, telefone sem fio, cinco marias (ou jogo das pedrinhas), cavalo de pau, jogo de botão.

6 – Brincadeiras durante a viagem de carro. Além de brinquedos como ludo, xadrez, dama, e brinquedos eletrônicos, você pode sugerir que seu filho escolha uma cor de carro, e os pais ou irmãos escolhem outras cores. Cada carro que passar vai contando. Estabelece-se um destino e quem contou mais carros ganha. Tudo é válido para não tornar a viagem muito cansativa.

7 – Visita a parque, zoológico ou parque de diversões. Além de muito prazeroso, o contato com a natureza dá para ensinar valores ao seu filho, como respeito à natureza e animais, cuidar do bem comum e conhecer novos amiguinhos e respeitar as diversidades.

8 – Visita ao teatro e cinema. A cultura é algo que acrescenta muito na vida das pessoas. Uma boa peça de teatro (dirigida à faixa etária pretendida), assim como um bom filme para assistir juntos é muito bom. E você ainda pode discutir valores com seu filho e “moral da história” em relação aos personagens do filme ou peça teatral.

9 – Visita a um centro histórico. Tem crianças que adoram histórias, que ficam encantadas com o que aconteceu no passado. Para algumas fica difícil imaginar um mundo sem celulares, laptops, videogames. Visitar um centro histórico faz a criança valorizar as conquistas e perdas da humanidade com o passar dos anos.

10 – Acampamento de férias. Em algumas cidades já existe essa opção. O importante é obter informações sobre a empresa que está promovendo, das atividades que serão desenvolvidas, a duração, e a possibilidade de comunicação com os pais quando necessitarem.

11 – Praia. A praia é um sonho de consumo para muitas famílias. O essencial é levar um kit de primeiros socorros, o telefone do pediatra dos filhos, protetor solar, alimentar-se com refeições leves e beber muito líquido e evitar o sol entre as 10 da manhã e às 4 da tarde. E muito importante: não perca seu filho de vista um só minuto.