Viajar de navio com bebê

Como desfrutar das férias em família

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

São muitos os pais que decidem postergar suas viagens de férias até que o seu bebê cresça mais um pouquinho e possa desfrutar da experiência. Outros não se atrevem a levar o bebê de férias por serem ainda muito pequenos e se sentem inseguros. Mas, nós encontramos as férias ideais para toda a família, independentemente da idade do seu bebê: um cruzeiro. 

8 recomendações para viajar com o bebê em navio

viagem-de-navio-com-o-bebê A 

Com certeza viajar com bebê implica em certas complicações logísticas, mas essas complicações parecem desaparecer nos cruzeiros que podem estar preparados para enfrentar qualquer situação. Viajar em navio com um bebê é muito mais cômodo do que fazê-lo de carro, trem ou avião e o único inconveniente que encontramos é que o bebê possa enjoar no primeiro dia. Algo que também pode acontecer com qualquer adulto. Temos algumas recomendações para viajar de navio com o bebê:  

1. Escolha um cruzeiro com uma rota interessante, mas não muito longa e prefira que a saída e a chegada sejam no seu próprio país de origem para evitar o trajeto em avião. 

2. Consulte com a agência de viagens ou com a própria companhia do navio o limite de idade para os bebês. A maioria dos cruzeiros permitem que qualquer bebê acima dos 6 meses viaje. Algumas só permitem crianças a partir de um ano. 

3. Você vai precisar dos documentos do bebê, assim da carteira de vacinação para embarcar, além de um seguro de saúde para o bebê, assim qualquer cuidado médico poderá ser coberto pelo plano. Tão pouco se esqueça de levar os medicamentos básicos que o seu bebê possa necessitar, ainda que em quase todos os cruzeiros exista um médico de plantão. 

4. Na hora de preparar a maleta do seu bebê, leve em conta a temperatura exterior do verão, sem se esquecer que dentro do navio o ar condicionado pode estar muito forte. Não se esqueça das jaquetas e roupas de frio para o bebê. 

5. Antes de contratar o cruzeiro, pergunte se o navio tem instalações e acessórios para bebês. Em alguns navios você pode encontrar bercinhos, banheiras e inclusive babás que podem cuidar do seu bebê em momentos pontuais. 

6. Nessas férias é bom se esquecer do carrinho do bebê e se limite a levar uma cadeirinha dobrável. O utensílio mais útil tanto para estar no barco como nas excursões nas diferentes cidades será a mochila porta-bebê. 

7. Procure levar todos os acessórios e comidas que o seu bebê possa precisar como os potinhos ou mamadeiras. Se você ainda estiver amamentando ao bebê no peito, melhor ainda, porque serão menos detalhes a se preocupar. 

8. Lembre-se que o seu bebê é responsabilidade sua. Se já anda ou engatinha você deverá estar muito atenta a ele. E não se esqueça nunca que a sua família não está viajando sozinha no cruzeiro. Aja com responsabilidade e respeito porque todos os passageiros têm direito a desfrutar das suas férias. 

Laura Vélez

Colaboradora de Guiainfantil.com