Como alimentar uma criança que está doente

Qual é a alimentação ideal para uma criança que está doente

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando as crianças ficam doentes, é normal que estejam mais cansadas, decaídas e sem vontade de comer. O que podemos oferecer-lhes para abrir o seu apetite e evitar que percam muito peso? Não podemos esquecer de que se a criança se debilita, a sua recuperação será mais difícil e lenta. Quando as crianças apresentam algum resfriado, tosse, febre, assim como võmitos ou diarréia, é muito normal que não queiram comer. Em alguns casos, terão que evitar alguns alimentos para que não se sintam piores. No entanto, elas não podem deixar de comer, e por isso é importante saber com que alimentá-las segundo a doença que tenham.

Quando a criança apresenta vômitos e/ou diarréia, a reidratação é fundamental. Para evitar a desidratação, deixe seu filho tomar muito líquido, quanto quiser. Se seu filho tiver diarréia, evite dar-lhe lácteos ou alimentos muito salgados ou açucarados. Tão pouco convém dar-lhe sucos de maçã, pera nem de ameixa, porque podem aumentar a diarréia.

O que dar de comer à uma criança doente

criança doente

É normal que nos primeiros anos, principalmente quando as crianças começam a ir à creche ou à escola, que tenham mais resfriados, gripes, etc. Uma forma de evitar as doenças é aumentando as suas defesas. A alimentação pode ser uma grande aliada neste sentido. A prevenção é o melhor de todos os remédios.

Dieta para crianças doentes

No início da doença o melhor é que a criança coma o que tiver vontade, a não ser que seja uma doença gastrointestinal que exigirá uma dieta suave e especial. Mas se a criança não apresenta este tipo de doença, e não quer comer isso ou aquilo, não devemos insistir nem obrigá-la a comer. O importante é que sempre se hidrate. Devemos animá-la a tomar sopas, leite, vitaminas, sucos de fruta, água. E nada de refrigerantes ou bebidas gasosas e frias.

Criança com diarréia

O melhor alimento para a criança com diarréia é dar-lhe soro oral (disponíveis em farmácias) ou soro caseiro, ou bebidas ricas em sais minerais. Ofereça-lhe meia taça dessas bebidas a cada quatro horas, até que não tenha diarréia e não vomite.

Quanto aos alimentos sólidos, no caso de gastrenterite, deve oferecer ao seu filho, arroz branco fervido, maçãs raladas, banana madura e suco de cenoura. Se a criança apresenta febre, consulte o médico.

Criança com prisão de ventre

Se pelo contrário a criança estiver com prisão de ventre, o melhor são os alimentos ricos em fibra como o pão e o arroz integral, acelga, feijão, lentilhas, grão de bico, etc. A ingestão de líquidos é também importante. Os sucos naturais contém muita fibra e vitaminas.

Criança com qualquer doença

A criança deve começar a comer o mais rápido possível. A comida reforçará suas defesas diante das doenças e lhes ajudará a recuperar-se mais rapidamente. Para isso é necessário que lhe anime a comer, com contos, brincadeiras e um atitude mais positiva. 

Podemos oferecer às crianças os seus alimentos preferidos, desde quando sejam suaves, de fácil digestão e fáceis de mastigar e engolir. Por exemplo: iogurtes, arroz cozido, omeletes, massas, sopas, purês, etc.

Bebês doentes

O leite materno para os bebês é um dos alimentos mais adequados durante a doença. Se o seu bebê está doente, pode continuar amamentando-o com frequencia e inclusive aumentar as mamadas enquanto dure a doença.

Quando a criança supera a doença

Depois da doença será o momento de recuperar as forças perdidas. Para isso é importante não abandonar os cuidados com a alimentação. A alimentação das crianças deve continuar rica em proteínas e vitaminas para que ela cresça adequadamente e aumente as suas defesas. Isso quer dizer mais frutas e verduras, cereais (se possível integral), legumes, ovos, peixe, carnes, etc., sempre evitando as frituras, as comidas gordurosas e os doces em demasia. É aconselhável que animemos as crianças a comer, através de brincadeiras e uma atitude mais positiva.