Bebês e crianças com Pneumonia

Causas e cura da pneumonia em crianças e bebês

Vilma Medina

Vilma Medina

A pneumonia infantil é uma infecção ou inflamação aguda do pulmão. Ela pode ser causada por vários microorganismos diferentes, incluindo vírus, bactérias, parasitas ou fungos. O início da pneumonia viral se caracteriza por um quadro prévio de catarro nas vias superiores, com rinite, febre ou febrícula, aparecendo posteriormente o compromisso da via respiratória inferior com dificuldade respiratória e aumento da frequência respiratória.

Por outro lado, a pneumonia bacteriana se caracteriza por um início repentino com febre, dificuldade respiratória, dor torácica. Os germes variam segundo a idade do paciente. Não é o mesmo a pneumonia em uma criança de 2 meses que em uma adolescente.

A maioria das pneumonias causa febre, tosse com secreção (tossir com muco), falta de ar e fadiga. Nos pacientes mais velhos, a fadiga ou a confusão mental podem ser os únicos sintomas ou os mais importantes. Nas pneumonias atípicas e virais, uma tosse seca, sem muco, é mais comum.

Causas e sintomas de pneumonia em crianças e bebês

bebês-e-crianças-com-pneumonia A

A maioria dos casos são de causa infecciosa. Os microorganismos mais comuns são os vírus respiratórios entre os que se destaca o Adenovírus (mais grave). Por sua vez, existem outras causas infecciosas como as bacterianas menos frequentes mas podem ser mais graves. A pneumonia causada pelo streptococcus pneumoniae é a pneumonia bacteriana mais comum. Em geral, os pacientes com pneumonia bacteriana apresentam uma doença subjacente crônica ou aguda, que compromete as defesas do hospedeiro e é mais comum e mais presente durante os meses de inverno, nas zonas temperadas e entre indivíduos da população da idade de 15 a 45 anos.

Existem outros microorganismos que também provocam a pneumonia bacteriana, porém com freqüência bem menor; entre eles incluem-se a Klebsiella pneumoniae, Staphyloccus aureus, Haemophilus influenzae, Legionella peumophila. Pode ocorrer como uma forma lobar ou broncopneumônica.

Outro tipo de pneumonia são as denominadas Pneumonias Atípicas (produzidas por Hycoplasmas) que pode apresentar-se em aproximadamente 30% das crianças maiores de 5 anos.

Tratamento da pneumonia em crianças e bebês 

Recomenda-se uma boa hidratação do paciente, o uso de nebulizadores (com ou sem gotas, dependendo da presença de obstrução bronquial), uso de determinados antibióticos que se devem ajustar tanto na dose como na idade para sua escolha. O uso de antitussígenos não é recomendado, já que podem cortar o reflexo de defesa que dá a tosse e piorar o estado do paciente (atenção com isso), pois ao não tossir, não se eliminam as secreções, ficando retidas e produzindo um fator a mais para piorar a saúde do paciente. Deixe nas mãos do profissional a escolha do antibiótico a ser utilizado, e não automedique um suposto processo pulmonar. 

Dicas para evitar resfriados em bebês e crianças

Dicas para evitar resfriados em bebês e crianças

O contágio dos vírus dos resfriados é disseminado rapidamente entre crianças e bebês, já que são transmitidos facilmente pelo contato, ou seja, através das mãos e de maneira oral quando tossem ou espirros. Conheça algumas dicas para evitar os resfriados na infância.

Doenças mais comuns em bebês de 0 a 1 ano

Doenças mais comuns em bebês de 0 a 1 ano

Durante o primeiro ano de vida, as doenças do bebê são frequentes e algumas vezes, perigosas. É muito importante consultar o pediatra quando tivermos dúvidas sobre o estado do bebê. Se o bebê apresentar febre é recomendado procurar atendimento hospitalar.

A fibrose cística em crianças

A fibrose cística em crianças

A fibrose cística (ou mucoviscidose) é uma doença genética frequente na raça caucasiana. Afeta 1 em cada 2.500 a 5.000 recém-nascidos vivos. É secundária à alteração de um gene chamado CFTR, que codifica a produção de uma proteína chamada também de CFTR.

Pneumonia: a doença infecciosa que mais causa morte em crianças

Pneumonia: a doença infecciosa que mais causa morte em crianças

A pneumonia é a primeira causa de morte entre a população infantil nos países em desenvolvimento. Ela acaba com a vida de 1 milhão de crianças todo ano. Aproximadamente a metade dessas mortes poderia ser evitada através de medidas de baixo custo como promover o aleitamento materno, medir a respiração das crianças e tornar acessíveis as vacinas e os antibióticos para as crianças com menos recursos.

Incrível foto do poder do leite materno para curar o bebê

Incrível foto do poder do leite materno para curar o bebê

Mallory Smothers é uma mamãe de Arkansas (Estados Unidos) que publicou no Facebook uma foto de duas bolas de leite materno que tinha extraído em dias consecutivos que se tornou viral. O da direita continha leite extraído no segundo dia, e sua cor e densidade eram bem diferentes. Coincidiu que essa noite a sua filha tinha começado a apresentar mucos e muita tosse.

88 comentarios

  • 2013-09-01 21:52:41

    Olá mamães e papais... Minha história é semelhante a algumas das que seguem, mas mesmo assim sinto que deve ser compartilhada. Tenho 2 filhos, um com 4 anos e um bebê, que está com 7 meses. Nunca gostei de medicá-los em casa, mas ultimamente tenho me perguntado se minha atitude é correta. A aproximadamente um mês meu bebê começou a tossir de maneira muito severa. A tosse era tão forte que ele não conseguia nem dormir. Acontece que moramos em MT e aqui o período de estiagem de chuvas tras muitos transtornos as crianças, o ar fica muito seco, com umidade a menos de 25%. Neste período o levei para consultar a primeira vez no plantão, em um final de semana, a médica que o atendeu receitou um xarope e inalação, sem remédios... Ele estava com muita secreção inclusive nos olhos. Iniciei o tratamento com o xarope, e resolvi por conta acrescentar remédios na inalação. Embora a secreção tivesse diminuído nos dias que se seguiram, a tosse persistiu. Então tornei a levá-lo ao médico, mas desta vez no pediatra que o acompanha. Era uma sexta-feira. Iniciei com a medicação receitada a base de corticoide... Porém a tosse continuou aumentando. No sábado levei-o novamente para consultar no plantão. O médico que o atendeu disse que tratava-se de alergia, devido ao tempo seco. Voltamos a comprar remédio, e a tosse não sumia, e na madrugada de domingo começou a dar febre no pequeno, então, seguindo meu extinto, levei-o novamente no médico. Desta vez a pediatra que o atendeu foi categórica. Ela diagnosticou pneumonia, e pediu um raio-x somente para estabelecer se o tratamento seria feito em casa ou no hospital. Então após examinar o exame, ela receitou antibiótico, inalação e fisioterapia... Logo que iniciamos com a medicação ele apresentou melhoras significativas. Ontem porém, após uma semana de tratamento, com remédios e inalação mantidos nos horários ele voltou a apresentar febre. Levei-o novamente para consultar, foi feito outro raio-x e comparado com o anterior, a lesão no pulmão quase não diminuiu, e a febre sempre retorna. Já não sei o que pensar, nem o que fazer. Meu marido diz que estou ficando paranoica, mas acho muito estranho esta febre repentina.

  • ANDREA MELO

    2013-05-28 22:10:52

    Olá mamães e papais, Mais do que nunca estou convicta que não devemos ficar com a opinião de um só médico. Pois infelizmente alguns só olham para nossos filhos sem sequer examiná-los e dizem que é um resfriado, ou uma virose, que é mais fácil de diagnosticar. Trabalho na área da saúde, e fico decepcionada com certos profissionais, que não se solidarizam com o sofrimento do próximo ainda mais sendo uma criança, que não sabe nem ao menos dizer onde dói. Aconteceu comigo essa semana 28/05/2013, estou desde o dia 17/05, com meu pequeno de 1.8 meses com febre de 38º,39º, a primeira médica receitou Tamiflu, por entender que o período inspira cuidados, devido à gripe A, mas não o examinou, mas que se a febre persistisse por 48 horas, eu deveria levá-lo ao hospital. Sendo assim a febre persistiu, e o levei ao Hospital Infantil que é referência em Florianópolis. Foi diagnosticado amigdalite, o anjinho já nem podia engolir nada, foi então feito medicação intramuscular. Viemos pra casa e 2 dias depois ele já estava melhor, sem febre, porém ainda fadigado.Voltou a frequentar a creche, mas na sexta-feira voltou a apresentar febre baixa e na madrugada foi a 39,5º, levei-o novamente à 45km da minha cidade, com ajuda de minha amiga, no mesmo hospital infantil, a médica que mais parecia um robô, falou palavras técnicas, estava preocupada em atender uma colega que entrou no consultório, ao meu ver total falta de respeito. Tendo em vista o que relatei á ela, me disse que meu bebê estava com quadro viral de Gastroenterite, sem sequer pedir exames, nem Raio X, quando questionei a possibilidade de fazer esse ultimo exame, ela me disse: Mãe.... Raio X é igual a câncer, então só em último caso. Então me pergunto? que caso? quando a criança já está apresentando derrame pleural? pois ele gemia muito, e eu como mãe sabia que algo não estava correto neste ou em outros diagnósticos anteriores. Tornei a levá-lo ao hospital da minha cidade, onde a médica de plantão disse que ele estava com muita secreção, coisa que nem precisava me dizer, pois eu estava nebulizando sem mesmo qualquer médico ter pedido, pois sua respiração estava ofegante. Então afinal, essa me pediu o Raio X, que só pude fazer na manhã seguinte, e também fiz hemograma. então veio o diagnóstico que eu como mãe já pressentia, pois podemos não ter feito medicina, mas nossa experiência vale por 10 diplomas pendurados na parede. Só não podemos clinicar e receitar medicamentos, sob a pena de cometermos grave erro. Agora iniciei o tratamento em casa, com antibiótico e 2 tipos de xarope e nebulização. Mas até um bendito médico descobrir através de um exame, que sabemos que não deve ser rotina, mas quando necessário, deve ser feito logo, pois evita tanto sofrimento de nossos pequenos.E pneumonia é coisa séria, pra demorar tanto o diagnóstico, será que não está na hora destes médicos pensarem mais no ser humano e menos na burocracia, pois não é esse o juramento que fazem, a vida em primeiro lugar? Disso depende a vida dos nossos anjos, que Deus nos confiou o cuidado, e não podemos falhar. Fica aqui meu protesto! Mães e Pais, nunca desistam! sigam sua intuição, que é guiada por Deus, nosso mestre supremo, que nunca nos abandona. Fiquem com Deus! E desejo melhora a todos.

  • adriana

    2013-05-08 22:12:39

    tenho uma filha com 3 anos e esta com pneumonia e esta tomando os remédios e ate agora não parou de tossir,estou preucupada .

  • JULIO

    2013-04-30 01:58:23

    Preciso de ajuda urgente!!! Meu filho esta no hospital com pneumonia a 4 dias tomando (penicilina) remédio, no terceiro dia ele melhorou saiu do oxigênio, mas o na noite do quarto dia sua respiração voltou a cair, teve que voltar pro oxigênio pois seu batimento cardíaco ja estava com 82 batidas.., Se algum medico que entenda do assunto me da uma dica, pois estou muito preocupado

  • jucimara santos

    2013-04-29 23:46:39

    oi mamães, estou passando pelo mesmo problema meu anjinho de apenas 9 mases está com pneumomia queria que tudo que ele está sentindo passase para mim ,estou com coração apertado de ver ele nesse estado ,mas tenho fé que tudo vai ficar bem pois confio muito nesse grandioso e tremendo deus que ele dê saude para nossos anjinhos e conforte nossos coraçôes

  • aparecida vieira

    2013-04-25 22:24:26

    Olá mamães atentas com seus bebes,estou com minha bebe com diagnóstico de pneumonia!!sou enfermeira e mesmo assim não achei que o resfriado dela fosse acabar eneste diagnostico!!mas fiquem atentas a picos febril constantes e tossinha produtiva ,nem sempre é só um resfriado!!Graças ao bom atendimento do Hospital Materno infantil de minha Cidade está em traramento com antibiótico e esta melhor!1mas tudo porque frz os exames corretos (Raio x, e Hemograma,Pcr) Tudo está sobre controle bjs e até.

  • joelma

    2013-04-11 04:34:59

    nesta terça feira descobri que minha filha esta com pneumonia, depois de quase um mês indo a um hospital publico nenhum medico descobria o q ela tinha nem se quer chegou a examinar ela direito, então levei ela no particular pediram exame de sangue e um raio x foi diagnosticado. foi um baque, e uma situação dificiu. Se for depender de qualquer coisa publica neste pais agente morre.

  • luiza m. d f

    2013-04-02 22:43:02

    minha filha tem 11 meses e ja e a segunda vez que pega pneumonia essas duas vez eu fiquei com ela enternada seis dias mais ela ainda ta tussino muito tou dando antibiotico e ate agora ela nao parou de tussi ja tou ficando preocupada nao sei o que eu fasso pra ela ficar logo boa dessa pneumonia

  • helen Souza

    2013-04-01 15:12:25

    Bom dia mamães e papais, Tenho uma filha que hj esta com pneumonia de novo, pela terceira vez, sempre nos mesmos meses, março ou abril. A primeira vez que ela teve, foi terrível o que passei com o plano de saúde particular que pago para ela, primeiro que levei a Nicole 8 vezes em 22 dias ao convênio e nenhum dos pediatras que foram 8 diferentes pediram sequer um raio-x ou exame algum para ela, e eu mãe de primeira viagem, acatei apenas o que eles me disseram, que era uma virose e quase perdi minha filha linda. Na oitava vez que fui ao hospital , eram antes de 6h da manhã, o médico que estava no plantão disse que eu não tinha experiência e que ele sim tinha, que minha filha não tinha nada sério, que ele tinha 25 anos de pediatria, acabamos discutindo e disse a ele que jamais teria a experiência que eu tinha, pois eu gerei uma filha, a mesma que conheço que algo está errado só de sentir o cheirinho dela...virei as costas com minha filha com febre de 39.8 nos braços, tremendo inteirinha, e em lágrimas pedi à Deus pra me iluminar. Foi então que me lembrei que um amigo teve um problemas com seu filho há anos atrás e que tinha uma pneumologista em Rio Claro que era muito boa, dra Soraya. Entrei em contato com ela que nos recebeu no mesmo dia, e de cara entrou com antibioticos como Triaxim injeção entre outros, e pediu exames específicos: Raio-X, Suab, hemograma completo, Urina. No resultado foi diagnosticado pneumonia grave, agravada por uma bactéria chamado Sthanphilococcus Aureus, que poderia facilmente leva-la a morte. Entrei em pânico, afastei-me da empresa e comecei a luta para zerar uma bactéria tão perigosa e ao mesmo tempo tão comum entre nós. Essa bactéria consegue abaixar toda a imunidade dos nossos pequenos, e quando se pega uma infecção de garganta , ou um resfriado, qualquer coisa é lá que ela corre e se aloja, e passa a destruir toda a defesa do organismo. Venci a primeira luta em 2011, que deixou sequelas, alergias respiratórias, renites e sinusites. Faço tratamento com Noex, Montelair e outros diariamente, repito os exames cada 6 meses, e mesmo assim ela voltou o ano passado 2012, mas descobrimos no inicio. E hoje estou na luta, na sexta-feira dia 20-03 levei a Nicole ao hospital particular com uma tosse muito forte, mas nao tinha febre, o medico receitou xarope, Decadron para cortar a tosse e mais nada. Dia 29-03 começou a febre e novamente voltei ao hospital, a médica do plantão disse que não era nada demais, provavelmente crise alergica, fiquei nervosa e disse a ela que nao queria que ela achasse nada, que queria um raio-x pelo menos, e ela aceitou o pedido e pediu para fazerem. Resultado: PNEUMONIA , localizada atras do coração, segundo a medica. Comecei a luta novamente. Clavulin BD e Brondilat e inalação , mas estou agora tentando marcar a Pneumologista Soraya , tenho certeza que ela atenderá com urgência, pois ela tem uma filha da idade da minha, e sabe o desespero de uma mãe, confio muito nessa médica, porque ela não fica puxando saco de planos de sáude, não fica economizando nos exames que podem salvar nossos filhos , mas que muitos medicos não pedem por causa dos questionamentos dos mercenários de convênios, por economia quase perdi minha filha, isso porque pago adiantado. Hoje segunda feira , 01-04-13, estou no aguardo do retorno da pneumologista, a minha bebê está com febre, diarréia, e com dores abdominais, toma bastante agua , mas se recusa mamar ou comer algo. Estou em oração, Deus esta no controle, e nada devo temer. Mas logico estou me segurando, mas desesperada como qualquer mãe ficaria no meu lugar.

  • Juliana

    2013-04-01 10:41:32

    Me sinto como tds vcs,traida por esses q se dizem medicos,mas p mim nao passam d pessoas q nao tem respeito algum por crianças,por quando deveriam zelar de sua saude,nos olham e dizem:Nao eh nada eh so um resfriado forte q pegou no colegio.Estou muito triste pois esse erro agora internou meu filhinho d 3 anos,triste pq sei q p uma criança ativa ficar so em cima d uma cama n eh facil,qria ver sempre bem,mas td nessa vida eh permissao do altissimo,Deus.Senhor ajuda o meu filhinho a se recuperar logo e a d muitas maes q passam o msm.Fe e esperença!!!!!

  • Tina Santana

    2013-04-01 00:07:41

    Olá a todos, meu reizinho de 1 ano e 4 meses tbm esta com principio de pneumonia, mas esse diagnóstico só veio depois de 4 visitas ao médico, pois sempre diziam que era uma gripe e estava bem, o pulmão limpinho sem ao menos fazer um raio x que fosse. Agora ele esta no 5 dia de tratamento e já com melhoras. Tenho fé em Deus que já já estará curado.

  • Priscilla Moraes

    2013-03-28 22:24:14

    Meu filho de 1 ano e 7 meses foi diagnosticado com pneumonia ontem dia 28/03 estou indo ao medico com ele há um mês e os médicos tratando como se fose um resfriado deram varios xaropes e ele não melhorava nada cada vez fikava pior toda noite queimava de febre, mais graças a DEUS estáh apenas no começo ele estáh sendo medicado em casa mesmo mais sei que a mão de DEUS estáh sobre ele, não tem coisa pior do que ver um filho assim, ainda sendo o primeiro filho meu e do meu esposo temos 20 anos.

  • LIGIA DE ARAUJO NASCIMENTO

    2013-03-20 21:35:40

    MINHA FILHA TEM 4 MESES ACABEI DE DESCOBRIR QUE ELA ESTA COM COMEÇO DE PERIPNEUMONIA O QUE DEVO FAZER ELA ESTA MUITO CANSADINHA E CHORA O TEMPO TODO E NAO QUER SE ALIMENTAR.

  • Naiara Rocha

    2013-03-20 18:56:34

    Minha filha esta com pneumonia o medico mandou eu tratar em casa mas estou totalmente perdida não sei como tratar.Ela tem 1 ano e 5 meses, é um doce de criança estou com muito medo ela nunca tinha adoecido antes e de uma hora pra outra me vejo nessa situação meu coração esta transbordando de dor. Mas tenho fé em Deus e sei que ele vai curar minha princesa o mais rápido possível. Que Deus abençoe a todos nos.

  • NeaC

    2013-03-16 04:48:15

    Oi pessoal, estou aqui pra escrever um pouco sobre alguns comentários, nunca aceite de imediato o parecer do médico...peça após sair da sala que seu filho seja atendido por um outro médico que você está em duvidas referente o diagnostico dele e seu direito em ser examinado por um segundo profissional...nem todas as crianças sente os sintomas escritos o que vai constatar algo é um raio x torax e exame de sangue...existem vacinas contra pneumonia o que aneniza os sintomas...verefiquem nos posto de saúde ou convenios...espero ter ajudado em algo.