Bebês e crianças celíacas

Quando se pode dizer que uma criança é celíaca?

Um em cada 200 bebês nascidos é celíaco. A celíaca, é uma das doenças intestinais crônicas mais comuns. É a doença que ocorre com mais frequência na Europa. Segundo a Federação de Associações de Celíacos da Espanha (FACE), um de cada 200 ou 300 nascidos vivos na Espanha, pode sofrer dessa doença.

No Brasil, existe um estudo da UNB que indica a existência de 1 celíaco para cada 600 habitantes. Utilizando-se o valor de 180.000.000 de habitantes como base para o cálculo populacional, chegamos ao valor de 300.000 celíacos.

Perfil de uma criança celíaca

Bebês e crianças celíacos

A doença celíaca é digestiva, que prejudica o intestino delgado devido à sensibilidade, ou seja, à intolerância permanente ao glúten, uma proteína que se encontra na farinha de trigo, centeio, cevada, malte e aveia. A ingestão de alimentos com glúten produz uma lesão progressiva nas lanosidades do intestino, encarregadas de absorver os nutrientes (proteínas, hidratos de carbono, gorduras, sais minerais e vitaminas) dos alimentos e passá-los ao organismo. Com essas lanosidades prejudicadas, e consequente má absorção dos nutrientes, o doente celíaco pode sofrer de má nutrição e sofrer de outras enfermidades.

A forma clássica da Celíaca está ligada à Diarréia Crônica.

Crianças e bebês celíacos

A doença afeta notavelmente a pessoas de raça branca. É mais frequente nas mulheres do que nos homens, e é hereditária. Se um irmão gêmeo tem a doença, o outro também a sofrerá, e é muito provável que quanso se detecte um celíaco em uma família, seus parentes mais próximos também sofram da mesma doença. Sugere-se que os membros da família de uma pessoa celíaca devem ser examinados.

Os portadores da doença não podem ingerir alimentos como: pães, bolos, bolachas, macarrão, coxinhas, quibes, pizzas, cervejas, whisky, vodka, etc, quando estes alimentos possuírem o glúten em sua composição ou processo de fabricação.

Devido a exclusão total de alguns alimentos ricos em carbohidratos e fibras, a dieta do Celíaco habitualmente é composta em sua maior parte de gorduras (margarina, manteigas, óleos, etc) e proteínas (carne em geral) e em menor parte de carbohidratos (massas sem glúten, açúcares, etc).

  • Sintomas de uma criança celíaca
    Sintomas de uma criança celíaca

    Sintomas de uma criança celíaca. Os sintomas da doença celíaca são diferentes em cada criança. Suas manifestações clínicas e funcionais são muito variáveis e por isso uma pessoa aparentemente sadia pode sofrer dessa doença sem sabê-lo.

    • Problemas na alimentação infantil. A criança não quer comer
      Problemas na alimentação infantil. A criança não quer comer

      Quando a criança não come. Em muitas ocasiões, os pais, com um grande desejo de que a criança esteja bem nutrida, fazem da hora de comer o momento de mais tensão na casa, com angústia, ansiedades e reprovações às condutas da criança em relação ao alimento. As crianças têm sabedoria natural diante de suas necessidades fisiológicas.

2 comentarios

Avatar

  • cristiany
    cristiany

    07/03/2013 17:30

    adorei estou gestante de 5 meses e quero receber orientaçoes .

    Avaliar
    Responder
  • gisele
    gisele

    06/11/2011 07:58

    minha filha tem 2 anos e ela é celica eu gostaria de saber o q posso oferecer pra ela comer como um cardapio cafe da manha, almoço, cafe da tarde e janta.

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 1 (2 Artigos)