Decálogo da dieta mediterrânea

As crianças deben consumir sempre vegetais e cereais

Vilma Medina

Vilma Medina

A alimentação pouco saudável e a ausência de atividade física com regularidade, constituem as principais causas das enfermidades crônicas mais importantes. As crianças vêm comendo cada vez mais gordura. Essa tendência mundial favorece claramente ao sobrepeso e à obesidade.

Pensando nisso, a Secretaria Geral de Saúde Pública da prefeitura de Madrid, organiza uma campanha de promoção sobre a nutrição, a qual inclui o “Decálogo da Dieta Mediterrânea”, como forma de advertir e conscientizar os pais da necessidade de seguir regras necessárias quanto a alimentação de seus filhos. Eis aqui:

10 coisas que debemos saber da Dieta Mediterrânea

Decálogo da dieta mediterrânea para crianças

1- Consumir em abundância: frutas, verduras, hortaliças, legumes e frutos secos. Recomenda-se consumir cinco rações de frutas e verduras por dia.

2- Os cereais: pão, massas, arroz e seus produtos integrais, são alimentos imprescindíveis pelo seu alto conteúdo em hidratos de carbono complexos e devem ser consumidos diariamente.

3- Escolher utilizar o azeite de oliva na preparação de todo tipo de pratos.

4- Consumir peixe regularmente e ovos com moderação.

5- Consumir diariamente uma quantidade moderada de produtos lácteos.

6- Consumir ocasionalmente carnes vermelhas juntamente com pratos à base de verduras e cereais.

7- Preferência por alimentos pouco processados, frescos, e elaborados para realçar seu sabor, aroma, cor e textura.

8- A fruta fresca deveria ser a sobremesa habitual, e reservar doces como sobremesas para ocasiões especiais.

9- A água é essencial na nossa dieta. O vinho é um alimento tradicional na dieta mediterrânea mas deve-se tomá-lo com moderação e sempre com as refeições.

10- Levar uma vida ativa, realizando exercício físico diariamente, contribui para manter um peso adequado e aumentar os benefícios deste tipo de alimentação.

Problemas na alimentação infantil. A criança não quer comer

Problemas na alimentação infantil. A criança não quer comer

Quando a criança não come. Em muitas ocasiões, os pais, com um grande desejo de que a criança esteja bem nutrida, fazem da hora de comer o momento de mais tensão na casa, com angústia, ansiedades e reprovações às condutas da criança em relação ao alimento. As crianças têm sabedoria natural diante de suas necessidades fisiológicas.

Alimentação da criança pré-escolar

Alimentação da criança pré-escolar

É importante conhecer as distintas etapas que passam as crianças, para compreender melhor os alimentos e as exigências alimentares de cada fase. Na idade pré-escolar, que corresponde o período de 3 a 6 anos, a criança já alcançou uma maturidade completa dos órgãos e sistemas que intervêm na digestão, absorção e metabolismo dos nutrientes.

Decálogo da dieta mediterrânea

Decálogo da dieta mediterrânea

Recomenda-se consumir sempre vegetais e cereais. A alimentação pouco saudável e a ausência de atividade física com regularidade, constituem as principais causas das enfermidades crônicas mais importantes.  As crianças vêm comendo cada vez mais gordura. Essa tendência mundial favorece claramente ao sobrepeso e à obesidade.

Alimentação Infantil

Alimentação Infantil

 Uma boa alimentação é fundamental para o crescimento sadio do bebê. Se a criança não for bem alimentada durante os primeiros anos de vida, pode ter um efeito profundo em sua saúde, assim como na sua habilidade para aprender, comunicar-se, pensar analiticamente, socializar-se efetivamente e adaptar-se a novos ambientes e pessoas.

Alimentação para bebês de 7 a 12 meses

Alimentação para bebês de 7 a 12 meses

Aos 7 meses o bebê provará carne nas comidas. A introdução da carne é o grande passo entre o 7º e 8º mês. Inclui o novilho (carne nova) alternando-o com o frango na comida. A partir do 8º mês se inicia uma papinha salgada na janta, com a introdução do pescado branco (merluza, linguado) 3-4 vezes por semana.

Alimentação para crianças de 2 a 3 anos

Alimentação para crianças de 2 a 3 anos

A partir dos 2 anos de idade, a criança faz 4 refeições ao dia (café da manhã, almoço, merenda e janta) e em alguns casos pode tomar um suplemento lácteo na forma de leite com bolachas antes de dormir. 

Alimentação vegetariana e as crianças

Alimentação vegetariana e as crianças

As crianças podem seguir uma dieta vegetariana desde quando não sejam tão rígidas. Existem muitas razões para que as pessoas decidam se converter em vegetarianas. Algumas pela conservação do ambiente e dos animais, outras por crenças religiosas, e outras ainda por crerem ser uma dieta mais saudável.

Guia alimentar para bebês com alergias

Guia alimentar para bebês com alergias

Os pais podem ajudar a prevenir as alergias alimentares.  Os pais devem ajudar a prevenir as alergias alimentares nos seus filhos, se esperarem para incluir certos alimentos na dieta dos pequenos e só os alimentarem com leite materno até o sexto mês de vida, aconselha um grupo de alergistas.

Alimentos contra a anemia infantil

Alimentos contra a anemia infantil

Alimentos ricos em ferro previnem a anemia infantil.  O primeiro passo para prevenir a anemia nas crianças é evitar que a mãe grávida a tenha, através de um bom controle pré-natal. Quando o bebê nascer, deve-se assegurar uma lactância materna pelo menos nos primeiros seis meses de vida. Nos casos de lactância artificial, utilizar as fórmulas infantis, já que estas vêm com um complemento de ferro.

Como alimentar uma criança que está doente

Como alimentar uma criança que está doente

Quando as crianças estão doentinhas, ou seja, apresentam algum resfriado, tosse, febre, assim como võmitos ou diarréia, é muito normal que não queiram comer. No entanto, elas não podem deixar de comer, e por isso é importante saber com que alimentá-las segundo a doença que tenham.

0 comentarios

Ad