Problemas de auto-estima nas crianças

Como se manifestam os problemas de auto-estima nas crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

Como se manifestam os problemas de auto-estima em uma criança? Como saber se meu filho tem problemas de auto-estima? Estas são perguntas que em algum momento os pais fazem a si mesmos.

Para obter respostas, o melhor é que os pais estejam atentos para detectar comportamentos que sejam mostras de baixa auto-estima. Para isso, é preciso estar com os filhos, conversar com eles, escutá-los, se interessar pelas suas atividades, dúvidas, questionamentos, etc.

Perfil de uma criança com baixa auto-estima

Como se comporta uma criança com baixa auto-estima

Existem alguns sinais que podem identificar quando tudo vai bem ou que algo vai mal na auto-estima de uma criança. Normalmente, durante seu desenvolvimento, as crianças podem apresentar muitas alterações de conduta. E isso é totalmente normal, já que a criança necessitará contrastar diferentes situações. Mas existem ações que persistem e se convertem em comportamentos quase crônicos. Por exemplo:

- Quando a criança começa a evitar atividades intelectuais, esportivas ou sociais por medo do fracasso;

- Quando engana, mente, e coloca a culpa nos outros;

- Quando, por não confiar em si mesma e em sua capacidade, faz-se pequena diante dos demais,

- Quando se mostra agressiva ou violenta, e extremamente tímida;

- Quando se nega a tudo e se mostra frutrada diante de qualquer situação, ou a opinião alheia domina suas decisões.

Quando isso ocorrer, o primeiro que devem fazer os pais é aproximar-se mais do seu filho, ter consciência do problema que tem, e tentar ajudá-lo como puderem. O apoio da família é fundamental no processo de recuperação. Mas se você notar que a situação é mais séria e sentir que requer a ajuda de um especialista, não pense duas vezes antes de recorrer a este serviço. Melhor prevenir do que lamentar-se depois.

O papel da escola também é importante, já que é a que deve ter habilidade e meios para identificar o problema e ajudar a criança a dar uma saída a esses sentimentos tão distorcidos que lhes causam tantos problemas.

Criança com boa auto-estima

Em geral, uma criança com boa auto-estima pode demonstrar o desejo de tentar coisas novas, de aprender, de provar novas atividades; de ser responsável pelos seus próprios atos; de ter comportamentos sociáveis; de ter confiança em si mesma e em suas capacidades; de colaborar com os demais; de reconhecer seus erros e aprender com eles. Nesses casos, não tem nada com que se preocupar. Seu filho estará construindo uma boa auto-estima. Mas não se esqueça de que nem ela nem ninguém são perfeitos.

Os avós e os netos: um encontro enriquecedor

Os avós e os netos: um encontro enriquecedor

A importância do convívio dos netos com seus avós. Em muitas famílias, conciliar trabalho, casa e filhos, é uma tarefa que requer muita habilidade e, em muitos casos, alguns sacrifícios. A chegada de um bebê não só altera a vida dos pais, mas também a de muitos avós.

Violência escolar ou Bullying

Violência escolar ou Bullying

A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

Comportamento infantil

Comportamento infantil

Como devem atuar os pais segundo o temperamento das crianças. É difícil saber exatamente o que é o comportamento infantil “normal”, ou temperamento “anormal”. Igualmente aos adultos, existe uma grande variedade do que se considera conduta “normal” nos bebês. Os bebês têm necessidades, demandas e comportamentos que podem ser muito diferentes uns dos outros.

A criança que morde

A criança que morde

Quando uma criança morde, pode ser um sinal que esteja sofrendo algum problema emocional. Pode ser parte do desenvolvimento normal morder de vez em quando, mas o morder persistentemente é um sinal de que a criança tem problemas emocionais ou de comportamento.

Como explicar o divórcio aos filhos

Como explicar o divórcio aos filhos

Não se deve economizar esforços para que os filhos entendam a separação dos pais. Em geral, os divórcios são muito traumáticos para os filhos, mas se para os cônjuges é algo insuportável o não separar-se, o manter-se juntos seria um engano aos filhos, uma farsa, e provavelmente sofreriam muito mais assistindo discussões diárias e uma falta de amor ou carinho patente, do que se o divórcio se consumar.

A falta de disciplina nas crianças

A falta de disciplina nas crianças

A falta de disciplina nas crianças tem gerado uma geração sem limites e sem respeito. Como se pode disciplinar e estabelecer limites aos filhos? O que acontece se nao disciplinamos aos filhos?

6 comentarios

  • Ivone

    2016-01-28 08:36:49

    Bom dia! Minha filha tem 06 anos ela tem todas as características de uma criança com baixa auto estima , fica nervosa quando perde um jogo ou uma atividade com um colega e logo para e não quer mais participar, fora todas essas citadas acima. Qual profissional devo procurar para poder ajuda-la. Obrigada.

  • Fernanda de Oliveira

    2011-04-05 06:19:46

    minha filha tem 8anos sente-se burra em matemetica sempre fala isso eu como mae falo que nao ela sempre diz vc e minha mae e nao vai dizer que sou burra sente inferior a outros colegas por terminar a tarefa depois baixa auto estima e que me preucupa por nao acreditar nela mesma

  • ELIANE

    2011-04-01 12:03:07

    minha filha tem 5a e acgi qye esta tb com problema de auto estima, pergunta toda hora se ela é burra e feia, e pelo menos que eu saiba esses comentários não são feitos em casa. espti desconfiada da escola.

  • Márcia Quintino

    2010-09-20 13:50:52

    Minha filha, de oito anos, foi vitima de exclusão social, e humilhações na escola. Para ela, o impacto desses acontecimentos foi tão forte na sua autoestima, que lhe causou um profundo medo e o desejo de se isolar. Hoje ela é uma criança que se esconde do mundo e das pessoas.

  • Mohana jensen

    2010-05-11 04:27:20

    Minha irmã não consegue fazer amigos na escola, nos mudamos recentemente de cidade e ela diz que as meninas da escola em que ela esta estudando agora, ignoram ela, e que ela ja tentou muitas vezes se aproximar. Mais este não e um problema atual, pois no colégio q ela estudava na outra cidade também tinha esse problema, a minha irmã e muito magrinha e talvez por isso ela tenha medo de se soltar, ou ache q não vai ser aceita. Ocorreu de uma menina anônima dizer um recado maldoso pra ela em uma dessas paginas de internet, falando que ela era um palito, essas coisas. Ela tem 12 anos e toda vez que consegue alguns amigos acaba fazendo tudo que eles querem, muda ate o jeito de vestir! Queria poder ajudar ela. Mandem-me resposta, acho que ela sofre muito com isso!

  • CRISTIANE SALGADO

    2010-04-10 05:49:52

    Tenho uma filha de 6 anos e durante esse ano estou tendo varios problemas com ela na escola.. Começou na aula , se negava a entrar na escola, chorava muito e tem se mostardo extremamente timida, no balé a mesma coisa chora por que não quer fazer as atividades, houve troca no grupo o que piorou mais ainda a situação.ela chora sem parar e a todo instante reclama que não quer ie, que não sabe a dancinha que ta dificil... tenho predido e controle e não sei mais o que fazer.. Me ajudem!!!!

Ad