Como introduzir o canto no dia a dia das crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Para os pequenos da casa é uma tremenda satisfação saber cantarolar, ainda que ainda sejam poucas sílabas, o ‘parabéns pra você’ ou qualquer outra música infantil, porque ainda que não pareça o aprender a falar está intimamente relacionado com o aprendizado desses primeiros balbucios. 

O canto repercute na autoestima das crianças

como-introduzir-o-canto-no-dia-dia-crianças A

Cantando, as crianças participam de maneira ativa em assuntos de adultos, nos imitam, tentam nos envolver e sentem ser o centro das atenções... Isso repercute na sua autoestima na sua maneira de se relacionar com o meio em que vive. Acrescentando pequenos gestos às suas primeiras canções, também estaremos desenvolvendo a memória e a motricidade. Na medida em que crescem, além de ensiná-los canções novas, a gente teria que reforçar aquelas que já conhecem para que as interpretem com mais exatidão e pouco a pouco ensinar-lhes novas melodias.

As músicas devem podem ser repetitivas e muito simples para a criança, tanto no ritmo como na melodia. Será mais fácil para elas aprenderem, e isso reforçará sua confiança em si mesma e assim animá-las a continuar com o aprendizado. A gente dispõe de um amplo de diversificado repertório de canções populares que cumprem bem este padrão. 

Além dessas canções conhecidas por todos, é bom que elas vão se familiarizando com a escala do Dó maior. Ensine-a como se fosse outra canção a mais. O seu ouvido se acostumará cada vez mais com o seu ritmo e, além disso, a criança aprenderá as notas musicais, ajudando a desenvolver o seu ouvido e o seu interesse pela música.

Virginia Carmona

Cantora lírica e atriz

Colaboradora de Guiainfantil.com