Como proteger as crianças das tormentas elétricas

Vilma Medina

Vilma Medina

O som ensurdecedor de um raio. O resplendor de um relâmpago iluminando um quarto todo. Esse raio que cai e se divide como se fosse a raiz profunda de uma árvore. As tormentas elétricas são fascinantes para algumas crianças e aterrorizantes para muitas outras. De fato, o mais normal é que os pequeninos tenham um pouco de medo. E, em parte, eles têm razão. Pode ser que se trate de um espetáculo lindo, mas não está isento de riscos. 

Por que as tormentas elétricas são perigosas para as crianças

como-proteger-as-crianças-tormentas A 

Calcula-se que a cada dia se produzem cerca de 44.000 de tormentas que geram oito milhões de raios em todo o mundo. E os raios, ainda que nos pareçam maravilhosos são uma autêntica ameaça. 

Para muitas crianças dá medo e para outras lhes chama a atenção e contemplam a tormenta elétrica como se fosse um espetáculo maravilhoso. No entanto, em determinados lugares, os raios podem se converter num risco potencial. Longe das cidades, não existem pára-raios e você deve ter o conhecimento que as árvores e o mar são focos que mais atraem as tormentas elétricas. Além disso, os raios podem alcançar até um raio de 20 km do lugar de onde se está produzindo a tormenta. Pode ser que você contemple da beira do mar o espetáculo pensando que está muito longe de te alcançar e na verdade está terrivelmente enganado.  

Conselhos para desfrutar da tormenta sem riscos para as crianças 

As possibilidades de que um raio te alcance são muito maiores nas zonas rurais e abertas do que em grandes cidades. Mas, em todo caso, você deve cumprir uma série de normas de precaução para proteger os seus filhos. Aqui a gente apresenta alguns conselhos: 

- Se você quiser escalar uma montanha com seus filhos é melhor que o faça na primeira hora da manhã. A maioria das tormentas se desencadeia a partir das 16 horas. Não suba a montanha em plena tormenta. 

- Se você notar que a pele fica arrepiada ou o pelo fica eriçado é que a tormenta está perto e o ar está carregado de eletricidade. Se você estiver numa montanha, tente descer, mas não corra. Ao correr, você provoca uma turbulência no ar que pode atrair o raio. 

- Nunca se abrigue da tormenta embaixo das árvores mais altas. Se puder fazê-lo embaixo de um grupo de várias árvores pequenas. 

- Não se refugiar em casas isoladas no meio do campo ou em barracas.

- A forma mais segura de se proteger é de cócoras. 

- Não deixe que o seu filho se aproxime da janela. 

- Afastar-se da chaminé e não fazer fogo durante a tormenta. 

- Deixar o banho das crianças se a tormenta já tenha começado. 

- Não utilize aparelhos domésticos na casa enquanto a tormenta durar e muito menos se você estiver em espaços abertos ao ar livre. Se você estiver no campo ou na praia, desconecte o celular e se desfaça de todo material metálico sobre você. 

- Não fique na praia e muito menos embaixo dos guarda-sóis diante da chegada de uma tormenta. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Como proteger as crianças das tempestades elétricas

Como proteger as crianças das tempestades elétricas

As tempestades elétricas são fascinantes para algumas crianças e aterrorizantes para muitas outras. De fato, o mais normal é que as crianças pequenas tenham muito medo. E, em parte, elas têm razão.

Causas e sintomas da insegurança em crianças

Causas e sintomas da insegurança em crianças

A insegurança infantil é um tipo de medo ou temor que experimentam as crianças diante de qualquer fato real ou imaginário que implique em fracassar, perder o amor ou a atenção dos pais ou pessoas de especial referência. Trata-se de um estado emocional negativo que provoca alterações cognitivas, comportamentais e sociais.

Como explicar uma catástrofe para uma criança de 3 a 6 anos

Como explicar uma catástrofe para uma criança de 3 a 6 anos

Catástrofes naturais, acidentes e nos dias de hoje, a realidade da violência e do terrorismo são situações que demandam uma resposta imediata dos adultos diante das reações que possam desencadear essas realidades nos pequeninos e oferecer-lhes proteção. Como podemos falar com uma criança de 3 a 6 anos de todas essas notícias que falam de catástrofes e fatos dramáticos?

O que pode acontecer ao seu filho num parque infantil

O que pode acontecer ao seu filho num parque infantil

Amy Smith Demi-mai correu contente em direção ao seu escorregador favorito. Mas, ao escorregar pelo tobogã ela gritou de dor. Alguém tinha deixado uma garrafa de vidro quebrada e a sua pequena se feriu muito. Seus pais a viram correr manchada de sangue de um lado para o outro e ficaram horrorizados. Evidentemente tiveram que levar a criança a um hospital.

Como prevenir quedas de grandes alturas com crianças

Como prevenir quedas de grandes alturas com crianças

As crianças, além de ter uma grande curiosidade por tudo o que a rodeia tem pouco senso de risco. Os adultos conhecem as consequências de certos atos, enquanto que as crianças, ainda em processo de aprendizagem, desconhecem o que acontecerá se cometerem ações como meter uma tesoura numa tomada, ingerir creme de um pote, manipular um barbeador manual ou se aproximar de uma janela.

0 comentarios