O poder dos dentes de leite para salvar uma vida

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Que pai não guarda o primeiro dentinho de leite do seu filho? É um momento mágico, único e irrepetível. Eu conheço alguns que guardam todos os dentes de leite em uma caixinha. Mas, qual a importância dos dentes de leite, se já não servem mais... Ou servem? 

O grande poder que os dentes de leite escondem

o-poder-dos-dentes-de-leite A 

Os dentes de leite não são meros dentes de transição, mas escondem um grande poder: as células-tronco. A polpa do dente tem células-tronco, bem protegidas num lugar estéril. Sim, as mesmas células que se conservam junto com o cordão umbilical de muitos recém-nascidos. 

Ainda que se investiguem as possibilidades regenerativas dessas células, já se usam em mais de 70 operações e intervenções, como, por exemplo, nos implantes dentários. As células-mãe fazem com que o tecido e o osso se regenerem mais depressa e reduz a possibilidade de rejeição no caso de implantes dentários. 

Mas, além disso, as células-tronco do dente podem ser utilizadas além do ‘proprietário’ do dente pelos seus familiares também, e um recente estudo tem demonstrado que essas células são capazes de gerar insulina. Por isso, muitos centros de pesquisa de células-tronco pensam no grande poder dos dentes de leite. Para aproveitar suas virtudes, isso sim, eles devem ser conservados, da mesma forma que se faz com o cordão umbilical. A desvantagem: existem poucos ‘Bancos de dente de leite’ e o preço para utilizá-los ainda é muito elevado. 

Para que se utilizam as células-tronco do cordão umbilical 

A maior quantidade de células-tronco utilizadas hoje em dia vem da conservação do cordão umbilical. Mas, realmente serve para alguma coisa? Ainda que tenha muito a ser descoberto, as células-tronco têm um riquíssimo potencial, e já são peças-chave em doenças como mal de Parkinson, o Alzheimer, Diabetes e alguns tipos de câncer. Entre outras coisas, as células-tronco se utilizam para: 

- Regenerar a medula óssea após um tratamento de câncer

- Regenerar o coração após um infarto. 

- O transplante de pele. Regeneração da pele após uma queimadura

- Regeneração do fígado

- Regeneração dos neurônios aplicados em pacientes com paralisia. 

- Regeneração do sangue. 

- Regeneração de ossos. 

- Regeneração da córnea. 

Você consegue imaginar a quantidade de células-tronco que poderia se conservar ao guardar os dentes de leite? Você já imaginou a quantidade de vidas que poderiam ser salvas no futuro? 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com