O que é a gordura no fígado em crianças

Problemas no fígado durante a infância

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A gordura no fígado (esteatose hepática) é um assunto cada vez mais comentado entre os pediatras. Define-se como a presença de uma quantidade maior de gordura do que o normal nesse órgão tão importante que é o fígado, autêntico gestor metabólico do corpo humano. 

Mas, o que o fígado faz com que o fígado tenha mais gordura do que o normal? Pode ser prevenido? 

Causas da gordura no fígado em crianças

o-que-é-a-gordura-no-fígado-em-crianças A

A causa principal implicada no aparecimento da gordura no fígado em adultos é o consumo de álcool; por outro lado, em crianças, a sua origem mais frequente é o complexo sobrepeso-obesidade. A prevalência de sobrepeso-obesidade no mundo ocidental é de 25-30% e a gordura no fígado é a principal doença hepática crônica infantil a nível mundial. 

Esta doença é uma verdadeira armadilha, pois não é acompanhada de nenhum sintoma nas suas primeiras fases, mas pode derivar em quadros graves. Imaginemos essa doença como uma escada: o primeiro degrau se denomina esteatose; o segundo implica na inflamação no fígado; o terceiro implica a presença de um dano estável no fígado, a morte de parte das suas células e a substituição por um tecido fibroso inútil (cirrose). A cirrose pode, por sua vez, derivar em câncer hepático. Não pretendo alarmar com a exposição desse crescimento evolutivo, mas mostrar que o primeiro passo da escada (esteatose simples) é reversível e que temos que levar muito a sério esta doença.

Como diagnosticar a gordura no fígado durante a infância e como preveni-la 

O diagnóstico da gordura no fígado pode ser feito através de uma ecografia abdominal. Temos de suspeitar da presença de inflamação através de uma elevação das transaminases verificada em uma simples análise bioquímica do sangue. Se for constatado de forma constante a dita elevação temos que fazer uma biopsia hepática ou uma ressonância magnética abdominal com elastografia hepática.  

O mais importante para enfrentar a gordura no fígado da criança é atacá-la nas primeiras fases. Como fazê-lo? Muito simples. Com estilos de vida saudáveis, tais como o exercício físico aeróbico feito regularmente e a redução do consumo de carboidratos de fácil absorção. Contrariamente ao que se possa imaginar, o melhor é optar por esta medida alimentar do que pela redução do consumo de gordura. Por outro lado, se especula com o papel terapêutico da vitamina E e de algum anti-diabético oral, como a metformina, mas ainda não foram estabelecidos de forma total seus protocolos de utilização. 

Iván Carabaño Aguado

Chefe do Serviço de Pediatria

Hospital Universitário Rey Juan Carlos

Hospital General de Villalba