Por que as crianças costumam passar mal à noite?

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Eu perdi a conta das vezes que isso me ocorreu. Meus filhos passam um dia maravilhoso: brincam, correm, riem, voltam a brincar... E, finalmente, chega a hora de dormir e eu os coloco na cama exausta, após um longo dia sem parar, e quando chega as duas horas da madrugada, justamente quando eu já tinha caído em sono profundo, um deles começa a chorar. A gente sai correndo tentando encontrar às cegas o caminho até o seu berço, e ao tocá-lo... Bingo! A criança está asdendo em febre e os mucos caem abundantemente. Não há escapatória, você terá que passar a noite toda velando pelo seu filho. A mesma coisa acontece com vômitos, diarréias, gastrenterite, otite...

Razões pelas quais as crianças adoecem principalmente à noite

por-que-as-crianças-costumam-passar-mal-noite A 

Existem vezes que certos sintomas nos anunciam a tormenta que vai acontecer à noite: estão mais irritáveis, choram mais, estão sonolentos ou mais cansados e inclusive o oposto, excessivamente ativos.

É uma trabalheira quando de noite, você tem que trocar lençóis sem parar porque a criança não para de vomitar, ou tem que levantar doze vezes porque a criança está agoniada com os mucos e está incomodada ou porque apresenta tosse persistente e não há forma de pará-la. O curioso do caso é que no dia seguinte, muitas vezes as crianças estão como anjos e você terá que trabalhar com tudo controlado e você com a sensação de ter servido de sparring a um lutador. 

Pois bem, tudo tem uma explicação. Vejamos:

- as crianças asmáticas sofrem mais crises noturnas porque de noite o nível de histamina aumenta. Além disso, a posição deitada dificulta a sua respiração.  

- a otite ataca mais de noite porque o líquido no ouvido faz pressão sobre o tecido inflamado e dói mais. 

- a febre sobe de noite porque a temperatura do corpo aumenta durante nessas horas. 

- as crianças têm mais mucos porque as fossas nasais tendem a se inchar quando a gente deita e por isso sofre maior congestão. 

- a mesma coisa ocorre com a tosse. Quando está com catarro, a mucosidade goteja do nariz até a garganta pela parte posterior e nos faz tossir, e isso piora se a criança estiver deitada.

O que podemos fazer? Quando esses pequenos sinais nos alertam convém que tenhamos em casa um kit para primeiros socorros em casa: termômetro, antipirético, umidificador, soro fisiológico para o nariz... E para nós, um paracetamol para a possível dor de cabeça que teremos no dia seguinte por ter passado a noite em claro. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com