Quando levar a criança ao atendimento de urgências

Sintomas pelos quais você deveria levar o seu filho ao serviço médico de urgências

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As doenças respiratórias e digestivas encabeçam o ranking de visitas de crianças ao serviço de emergências nos hospitais. Os pais geralmente se alarmam quando a criança ou o bebê tem febre, muita tosse, diarréia ou vômitos, mas estes sintomas nem sempre justificam procurar o serviço de emergência dos hospitais. Então, quando levar a criança ao serviço de urgências? A gente dá algumas orientações.

Motivos para procurar o serviço de emergência com as crianças

quando-levar-a-criança-ao-atendimento-de-urgências A 

Os motivos pelos quais devamos levar a criança entre um e seis anos de idade ao serviço de urgência não são sintomas isolados, ou seja, tosse, febre, vômitos ou diarréia, mas o que a gente deve se alarmar é com o estado geral da criança. Os pediatras indicam que é mais preocupante e requer atenção urgente, uma criança decaída (muita fraqueza) sem febre, do que uma criança febril que esteja tranquila.

1. Sintomas de intoxicações

2. Diarréias ou vômitos com sangue (hematêmese) 

3. Dificuldade respiratória nas crianças

4. Alterações circulatórias que são detectadas na pele da criança, como a cianose (coloração azulada da pele) ou palidez 

5. Alergias com edemas ou inchaços no rosto. Algumas vezes se associam a uma dificuldade respiratória

6. Feridas abertas que requeiram pontos de sutura 

7. Traumatismo cranioencefálico (pancadas fortes na cabeça) em menores de 2 anos com ou sem perda dos sentidos. 

8. Enfraquecimento profundo na criança ou comportamento anormalmente irritável sem consolo pelos seus pais 

9. Febres com erupções agudas na pele da criança ou exantemas 

10. Traumatismos nas pernas ou braços que causem muita dor e requeiram imobilização 

A febre da criança: quando se deve ir ao serviço de urgências com a criança 

A febre não é uma doença. É um sintoma de uma doença. Considera-se que existe febre quando a temperatura que se toma debaixo do braço seja maior de 37,5ºC ou de 38ºC, se tomarmos a temperatura por via retal. Quando a febre do bebê ou da criança for prolongada a gente deve procurar o serviço médico de urgência nos seguintes casos:

1. Sempre que o bebê tenha febre e seja menor de 3 meses

2. Quando a criança esteja com febre mais de 72 horas 

3. Sempre que a febre produza exantemas ou petéquias (pequenas manchas roxas ou vermelhas) na pele da criança 

4. Quando a criança com febre estiver irritável ou pouco consolável

5. Sempre que a criança apresente febre e dificuldade respiratória 

6. Quando a febre estiver junto com sintomas urinários claros

7. Sempre que a criança ou o bebê tenha febre e uma grande fraqueza (decaimento) 

8. Quando a criança apresentar um mau aspecto geral, má coloração da pele (cianose, coloração azulada) e das mucosas 

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com