Como evitar as quedas e acidentes com crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

A curiosidade e a falta de noção do perigo fazem com que as crianças sejam propensas às quedas e aos acidentes, muitos deles sem importância, mas outras situações podem ser perigosas. Evitar as quedas e acidentes é, portanto, uma tarefa que os pais devem ter diariamente. 

Uma das quedas mais importantes que minha filha teve foi quando tinha somente 10 meses de vida. Eu a deixei deitada na minha cama, cercada por almofadas, enquanto fui à cozinha, quando de repente eu escutei uma batida enorme que para mim soou como um terremoto. Eu saí correndo até o meu quarto, desesperada. Que descuido!

Prevenção de acidentes no lar

como-evitar-as-quedas-e-acidentes-crianças A 

Felizmente não aconteceu nada grave para a minha pequena, mas eu me perguntei muitas vezes como isso pôde acontecer, já que a tinha deixado protegida entre um monte de almofadas. Eu me perguntei por que não a havia deixado no carrinho ou no bercinho móvel, perto de mim. Eu fiquei com um sentimento de culpa enorme, claro, mas é assim que os acidentes ocorrem. Quando menos esperamos, por uma distração, por não medir as consequências dos nossos atos, por confiar demasiadamente nas nossas fortuitas decisões. 

As quedas e acidentes se encontram entre as causas mais frequentes de traumatismos infantis nos lares. Ainda que você acredite que o seu pequeno esteja protegido, exagere na precaução. Se o bebê estiver no berço averigúe se as barras não deixam espaços para a cabeça da criança, se a altura do berço permite que o bebê possa pular, e coisas do tipo. Ainda que o seu bebê pareça mais esperto para a sua idade, jamais confie nas escadas, nas portas, varandas, janelas, etc. A proteção e a segurança devem ser regras de rotina.  Não se trata de superproteger o seu filho. Pelo contrário, trata-se de dar-lhe segurança. 

Se você quiser que o pequeno tenha liberdade, você deve criar um ambiente e um meio sem perigos e riscos para ele: 

- Colocar barras de proteção nas escadas e janelas. 

- Colocar protetores nas portas da casa e nos armários baixos. 

- Colocar protetores de silicone, arredondados, nos cantos dos móveis e gavetas.

- Colocar antiderrapantes embaixo dos tapetes e na banheira. 

- Colocar grades seguras na cama. 

- Manter todos os eletrodomésticos fora do alcance dos pequenos. 

- Vigiar os pequenos na banheira ou no local onde forem tomar banho. 

- Quando o bebê começar a engatinhar e a andar, colocar-lhe calçados e meias com antiderrapantes.

- Supervisionar os brinquedos do bebê para evitar que se machuquem com algum brinquedo. 

- Quando o bebê estiver dormindo no seu berço e no seu quarto é aconselhável ter um ‘vigia bebês’. São aparelhos cômodos, que permitem aos pais realizar tarefas no lar sem deixar de atender ao seu bebê. 

- Em caso de que na casa exista escada, colocar uma cerca para impedir que o bebê suba ou desça sem a supervisão e apoio de um adulto. 

- Colocar protetores que possam bloquear janelas para que a criança não possa abri-las. 

- Colocar redes protetoras em janelas e varandas para proteger a criança de quedas.

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com

As travessuras e aventuras de um bebê pela casa. Que perigo!

As travessuras e aventuras de um bebê pela casa. Que perigo!

Quando os bebês começam a engatinhar ou a caminhar é uma alegria para os pais, mas também uma preocupação. Os pais vão precisar de vigilância contínua. Os bebês não têm medo de nada, perambulam por toda a casa, querem pegar tudo o que vêem pela frente.

Como ensinar as crianças o que é o perigo

Como ensinar as crianças o que é o perigo

A partir do seu primeiro aniversário, os bebês começam a dar seus primeiros passos e começa para as mães um caminho de observação contínua para salvar nossos pequenos ‘kamikazes’ de muitas quedas e acidentes absurdos.

Primeiros Socorros em crianças

Primeiros Socorros em crianças

Os primeiros socorros são medidas de emergência que se aplicam quando uma pessoa tenha sofrido um acidente ou uma doença repentina, até que esta pessoa possa receber atendimento médico adequado.

Dia Mundial dos Primeiros Socorros. Cuidados com crianças

Dia Mundial dos Primeiros Socorros. Cuidados com crianças

Parece que nunca acontece nada, até que o acidente ocorre de repente e de surpresa. Por este motivo, todos nós devemos estar preparados e saber agir durante os primeiros minutos até que o socorro médico chegue. Algumas simples e eficazes ações, em muitos casos, podem salvar uma vida quando se trata de crianças pequenas.

Crianças cuidadas pelos avós sofrem menos acidentes

Crianças cuidadas pelos avós sofrem menos acidentes

Nem sempre os pais educam e os avós ‘estragam’, como diz um ditado popular. Os avós são, em muitos casos, o cuidado mais seguro que uma criança pode ter quando seus pais trabalham fora de casa. Ter avós representa um seguro contra os acidentes com os netos.

0 comentarios