10 perguntas e respostas sobre os antibióticos para as crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O que são os antibióticos? Trata-se de medicamentos que se utilizam para combater infecções produzidas por bactérias. Há anos eram receitados sem nenhum tipo de cuidados. No entanto, os estudos revelam que os antibióticos tomados de forma repetida e sem levar em conta se a infecção era causada por um vírus ou uma bactéria perdiam sua eficácia e só provocava a resistência a estes medicamentos.

Mitos, verdades e dúvidas comuns sobre os antibióticos

10-perguntas-respostas-antibióticos-crianças A

Muitos pais já puderam comprovar a eficácia dos antibióticos nos filhos. Quando começam a tomá-los, logicamente após uma prescrição médica, a melhora é notável. Esta situação provoca com que a gente se sinta tentados a recorrer por nossa conta a esses remédios quando vemos nossos filhos doentes, mas nem sempre funcionam nem valem para todas as doenças. 

1 – Pode-se administrar para tratar um resfriado? Não serve de nada para combater infecções como catarro, gripe, bronquite ou faringite que são todas elas doenças transmitidas por vírus.

2 – O tratamento tem que ser completo? É muito importante cumprir com todas as normas receitadas pelo médico. Do contrário, a criança pode ter uma recaída e piorar sua doença.

3 – Perdem eficácia se forem usados de forma contínua? Sim, e, além do mais se consegue com que aumente a resistência das bactérias aos antibióticos. Além disso, podem aparecer efeitos colaterais como a diarréia.

4 – São mais eficazes através da injeção ou via oral? A eficácia é similar. Normalmente se recorre aos antibióticos via oral, salvo em alguma doença grave ou impossibilidade para engolir. 

5 – O mesmo antibiótico vale para qualquer doença? O tipo de antibiótico tem relação com o microorganismo que produz a infecção. Como existem centenas de bactérias existem diferentes tipos de antibióticos. Não é o mesmo antibiótico utilizado para uma otite do que para uma infecção de urina. 

6 – A criança tem que tomar um protetor estomacal junto com o antibiótico? Os pediatras não podem recomendá-lo. Por um lado não se considera necessário, e por outro, o protetor gástrico poderia interferir na absorção do medicamento.

7 – A criança pode tomar antibiótico em qualquer hora? O médico, junto com a receita nos indica como se deve tomar o antibiótico. Geralmente coincidindo com as refeições. É importante que a gente siga as instruções dos horários indicados pelo pediatra e assim tomar a dose indicada por dia.

8 – Se a criança apresenta os mesmos sintomas que teve em outra ocasião em que tomou antibiótico, eu posso repetir o tratamento? Como não somos médicos e dado o alerta médico contra a automedicação, mais ainda no caso de antibióticos. Nunca podemos repetir o tratamento. Os sintomas podem ser parecidos com os anteriores, mas podem não estar sendo causados pela mesma bactéria. 

9 – Sempre me sobra antibiótico. Posso guardá-lo para outra ocasião? Em nenhum caso. Geralmente os pediatras receitam o antibiótico justo para cada caso. No caso em que sobre devemos jogá-lo no lixo ou em cidades em que tenha reciclagem de medicamentos, levá-lo para o local indicado. 

10 – Os antibióticos são seguros? São remédios seguros sempre que forem tomados sob prescrição médica e nas quantidades indicadas. Os antibióticos salvam muitas vidas. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com