Crianças e bebês com Escarlatina

Doença contagiosa que se caracteriza pela aparição de uma erupção cutânea

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A escarlatina é uma doença contagiosa que se distingue pelo aparecimento de uma erupção cutânea (pontos vermelhos brilhantes) que vai se estendendo desde o peito e a nuca até todo o corpo. Pode ser acompanhada por uma amidalite com dor de garganta, febre, perda de apetite, abatimento, vômitos, além de dor de estômago (devido a inflamação de gânglios abdominais).

O que é a Escarlatina

A escarlatina nos bebês

Atinge principalmente as crianças, em sua maioria meninos, não sendo, no entanto uma doença perigosa atualmente, pois a bactéria é sensível à penicilina, podendo ser tratada também com antibióticos. A escarlatina é quase sempre uma complicação da faringite causada pelo mesmo agente, aparecendo cerca de 2 dias após o início dos sintomas da faringite.

As crianças afetadas com este quadro apresentam o rosto rosado com uma coloração mais pálida ao redor da boca. A idade de maior frequência de aparecimento é a das crianças escolares e adolescentes, sobretudo em épocas de primavera e inverno. A forma de contágio é a de contato de pessoa para pessoa, através as secreções respiratórias.

Causas da escarlatina

Esta doença é produzida por uma bactéria (Estreptococo hemolitico A). O período de incubação é entre 2 e 5 dias, aproximadamente.

Tratamento da escarlatina

Primeiramente, o diagnóstico. Embora o diagnóstico de escarlatina seja feito com base na observação clínica (associação de febre, inflamação da garganta e erupção punctiforme de cor vermelho vivo e distribuição típica), deve ser confirmado através da pesquisa do estreptococo num esfregaço colhido por zaragatoa da garganta e nariz do doente (exsudado naso faríngeo). 

A confirmação da doença também pode ser feita após a cura através de exames de sangue (testes sorológicos). Se confirmar a doença, o médico prescreverá algum antibiótico. O tratamento é efetivo em 2 dias, mas a melhora não significa que você deva suspender a medicação. É normal encontrar crianças com complicações pelo não cumprimento do tratamento antibiótico de 10 dias de duração (mínimo de 7 dias). A criança pode regressar à escola 48 horas de iniciado o tratamento antibiótico. Com medicação não se contagia. Quando as erupções desaparecem, é normal a presença de descamação tanto no rosto, como nas mãos. A escarlatina pode repetir-se 3 vezes na vida, já que saõ 3 as toxinas do Estreptococo que podem produzí-la.

Não sendo devidamente tratada, poderá ocorrer hemorragias no estômago, baço e intestino. Além da possibilidade de ocorrer convulsões, inflamação nos rins, infecção nos tímpanos e dores fortes nas articulações.