Gastroenterite. Como saber se o meu filho está se desidratando

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A gastroenterite é uma doença viral que se transmite pelo contato e causa diarréia e vômitos a quem a sofre. Às vezes também se chama gripe estomacal. 

Se alguma vez você já tenha sofrido de gastroenterite, já sabe como é fácil se desidratar durante as primeiras fases da doença e como fica o corpo. Por isso, em crianças é básico extremar a vigilância, já que podem se desidratar de forma muito mais rápida que um adulto. Saber se o bebê está se desidratando e quando devemos procurar o serviço de emergência é fundamental para evitar males maiores. 

Como saber se a criança sofre desidratação

gastroenterite-como-saber-desidratando A 

Uma das doenças comuns que mais temo é a gastroenterite viral, uma vez que é muito perigosa, sobretudo em bebês lactentes, já que pode causar desidratação em questão de poucas horas. Sou esperta nisso. Os meus filhos pequenos já foram internados por causa disso. 

Quando a criança começa a ter um quadro de diarréia e vômitos a gente fica em dúvida se deve buscar logo o serviço de emergência ou esperar para ver se abranda e não ficarmos tão alarmistas. No entanto, saber reagir é importantíssimo nesses casos, já que uma desidratação pode causar a morte. 

Os sintomas que nos indicam que a criança está desidratada são: 

- Apresenta as mucosas secas: nariz e boca.  

- Sinais na pele: se você belisca a pele e ela não retorna instantaneamente ao seu estado original, ou seja, fica a dobra por alguns segundos como se você continuasse beliscando. 

- A criança chora sem lágrimas. 

- Tem taquipneia: sua frequência respiratória está acelerada, acima de 12 e 20 ciclos respiratórios por minuto.  

- Em recém-nascidos a moleira fica afundada. 

Quando procurar o serviço de emergência se a criança apresentar diarréia e vômitos?

Existem vários tipos de desidratação: leve, moderada e severa. No entanto, é possível que os pais diante do nervosismo e angústia do momento, qualquer quadro pareça muito severo. No entanto, estes são os casos em que devemos procurar o serviço de emergência: 

- Trata-se de um bebê menor de um ano.  

- Se já houve mais de 5 episódios de diarréia e mais de 2 vômitos nas últimas 24 horas. 

- Se não consegue ingerir por si mesmo líquido ou qualquer coisa que o bebê expulsa imediatamente. 

- Se apresenta sangue ou muco nas deposições. 

Quando procurar o hospital, os pediatras não deixarão o seu filho internado, a não ser que apresente desidratação severa. Em outros casos, deixarão a criança em observação durante algumas horas enquanto reidratam por via oral, e lhe mandará para casa para que continue controlando dali mesmo. 

O pediatra recomendará que em casa a criança tenha uma alimentação habitual, sem obrigar a criança a comer; dar-lhe de beber em pequenos goles durante as primeiras horas e inclusive dando-lhe soro líquido

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com