Os bebês podem aprender a dormir desde o primeiro dia

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os primeiros quatro meses de vida de um bebê são muito importantes para conseguir que o pequeno adquira hábitos de sono. Nessa etapa o bebê necessita, além de afeto e cuidado, de dormir e ser alimentado; simples assim. Seu sono é tão irregular como sua alimentação, com a qual necessita ser educado. 

O sono do bebê desde o ventre materno

os-bebês-podem-aprender-a-dormir-primeiro A 

Cada pai ou mãe tem uma opinião sobre como tratar do tema do sono do seu bebê, mas poucos sabem que esse assunto pode ser combinado desde quando o bebê ainda está no ventre materno. No ventre da mãe, um bebê de sete meses já responde aos estímulos que provêm do exterior, ou seja, às luzes, aos ruídos, canções e carícias. É importante, nessa etapa, que as mães observem o que tranquiliza ao seu bebê e orientar o seu sono segundo suas horas de descanso, cantando-lhe uma cantiga de ninar, falando com ele ou fazendo uma massagem na barriga, etc. 

Hábitos de sono do bebê no ventre materno 

Os hábitos de sono do bebê no útero materno devem ser transferidos ao exterior após o seu nascimento. Foi o que disse o Doutor Eduard Estivill no seu último livro e numa entrevista exclusiva a Guiainantil.com. O bebê está uns 20 a 30 minutos despertos no ventre materno e depois espontaneamente ele dorme. Quando o bebê nasce é aconselhável aproveitar o tempo que o pequeno está mamando para mantê-lo desperto com pequenas carícias ou falando com ele. Assim, se pode conseguir que a criança associe estar desperto com a comida.  

Depois de comer é recomendável tê-lo uns 10 a 15 minutos nos braços e ajudá-lo a que arrote o ar que possa ter tragado e evitar as cólicas. Depois se deve trocá-lo e colocá-lo no berço de novo, sempre desperto. Se o fizer assim, o bebê aprenderá a dormir desde o primeiro dia, ou melhor, não desaprenderá o que já estava fazendo desde a barriga da mamãe de forma natural. O bebê dorme sozinho quando ainda está no ventre da sua mãe.

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com