Ensine o seu bebê a dormir

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Se você é daquelas que se queixa ao enfrentar as segundas-feiras sem ter descansado direito, a gente ensina um remédio. Dormir também se aprende. Para o seu bebê tanto faz que seja fim de semana ou dia da semana e por isso não a deixa dormir toda a noite e você pena até que consegue dormir. É possível que você não o tenha ensinado bem desde o princípio.

Ainda que pareça incrível, os bons hábitos de sono devem ser inculcados ao bebê desde o primeiro dia de nascimento. Ensiná-lo a distinguir entre o dia e a noite e a dormir sozinho em um berço faz parte da chave para que o descanso do seu bebê também seja o seu próprio e da sua família. Você deve levar em conta que os recém-nascidos têm um sistema de sono muito similar ao que desenvolve o feto dentro do útero materno. Dormem uma média de 16 a 17 horas por dia e despertam a cada 2 ou 3 horas para se alimentar. 

Evite despertar o seu bebê

ensine-o-seu-bebê-a-dormir A 

Em ocasiões, esses intervalos de tempo entre uma amamentação e outra são mais longos e muitas mães angustiadas porque o seu bebê não amamentou, os despertam para que tomem o seu alimento. No entanto, interromper o sono do bebê não é aconselhável se você quiser estabelecer bons hábitos de sono desde o princípio, porque despertar ao bebê durante um dos seus ciclos de sono pode habituá-lo a rotinas difíceis de seguir. Somente se o bebê tiver menos de 2 meses e não se despertou em 5 ou 6 horas que você deve despertá-lo. 

Durante os dois primeiros meses de vida, o bebê passa por uma fase de sono ativa, que se caracteriza por leves movimentos da boca ou dos braços, e parece estar incômodo ou intranquilo. Essa fase dura uns 30 – 40 minutos e muitas mães, que desconhecem que isso é normal, tendem a pegar o bebê nos braços, a niná-lo ou mexer nele para acalmá-lo. Na maioria das vezes, o bebê se desperta, e deste modo acabamos interrompendo o seu ciclo de sono. Após essa fase, o bebê entra na fase de sono tranquilo em que a respiração é suave e profunda e dura outros 30 – 40 minutos. Despertá-lo nessa fase, quando está completamente adormecido para dar-lhe de comer pode alterar as rotinas do sono de todo o dia. O bebê não terá descansado bem e ficará mais irritado. 

A partir dos dois meses, quando o bebê amplia a capacidade do seu estômago devido ao seu crescimento e desenvolvimento, vai aguentar de 5 a 6 horas durante a noite sem pedir alimento, algo que estamos desejando após as insônias noturnas dos primeiros meses. E se você quiser que o seu bebê se habitue naturalmente ao ciclo de sono dos adultos, desde o primeiro dia, busque que ele esteja desperto durante a amamentação. Para isso, fale continuamente com ele, toque suavemente na sua bochecha e acaricie as suas costas e mantenha-o sempre acordado. Depois o pegue nos braços durante uns 10 minutos (você já sabe a posição) para que expulse os gases e arrote corretamente, troque as fraldas e ainda desperto coloque-o no seu bercinho para que ele concilie o sono por ele mesmo.  

Se você perceber que ele se desperta, você pode acudi-lo para ver se o seu bebê está bem, dê a chupeta a ele, se ele usar, e terá que voltar a dormir sozinho, sem carregá-lo nos braços e sem levá-lo para a sua cama. Coloque sempre o seu bebê de boca pra cima ou de lado para evitar a síndrome da morte súbita do lactente e desfrute do seu bebê quando ele despertar. Pegue-o nos braços, faça cosquinhas, brinque muito com ele e dê todo o seu amor quando ele estiver com os olhinhos abertos para que possa senti-lo. O momento de dormir tem a sua rotina. Ensine-o. 

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com