Colocar o bebê para dormir: erros e acertos dos pais

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O sono infantil é um tema muito importante para os pais, já que o sono do nosso filho depende o nosso descanso, ter uma cara melhor, estar descansado para trabalhar, ter energia para fazer algum exercício ou tempo para si mesmo. Se nosso filho dorme mal a gente se preocupa. O tema faz parte das nossas conversas e inclusive consultas ao pediatra. Do que depende o sono? 

O vínculo afetivo influencia no sono do bebê

colocar-o-bebê-para-dormir-erros-e-acertos A

Os hábitos e costumes do bebê na hora de conciliar o sono são muito importantes. A rotina de horários e costumes, como dar banho e colocar para dormir sempre na mesma hora, evitar acender a luz se ele chorar no meio da noite, acostumá-lo ao dia e a noite mediante luz e escuridão, evitar colocá-lo para dormir nos seus braços e ao peito ou niná-lo excessivamente até que ele durma e procurando deixar que ele aprenda a dormir sozinho, são alguns dos conselhos que durante anos temos aprendido como pais após o nascimento dos nossos bebês.

Influências no sono do bebê  

O que influencia nos padrões de sono dos bebês? Por que dormir bem é muito mais fácil para algumas crianças do que para outras? Um estudo analisou os comportamentos das mães em relação ao sono dos seus bebês e chegou-se à conclusão que as emoções, que é a forma mais básica de comunicação entre os bebês e os pais, influenciam de maneira determinante no sono dos bebês. Sendo assim, quando os pais são mais receptivos e respondem adequadamente aos sinais dos seus filhos, o comportamento específico ou a rotina dos bebês na hora de dormir é mais positiva e promove bons sonos. 

O sono é como uma espécie de separação noturna para pais e filhos, que pode gerar ansiedade de ambos os lados. As interrupções do sono dos bebês podem ser motivadas para estabelecer de novo o contato com os seus pais, sua atenção, entrando assim em um labirinto sem saída. Portanto, o vínculo afetivo com o bebê pode melhorar notavelmente a qualidade de sono de toda a família. 

Pegar o bebê nos braços para niná-lo, cantar para ele, alimentá-lo e olhar para ele com ternura ou beijá-lo faz tão bem para os pais como para os bebês. Quando o bebê se sente envolvido e atendido nas suas necessidades é tão positivo que não me estranha que todas essas demonstrações de amor e de afeto melhorem a qualidade do sono infantil, já que proporcionam um bem estar emocional e uma segurança difícil de igualar. Os psicólogos denominam essas condutas que os pais demonstram naturalmente pelos filhos e saem do coração de comportamentos nutrientes. Se você alimentá-los logo verá que o seu descanso e o sono do bebê terão benefícios.