O cochilo: um prazer e uma necessidade das crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Todos nós sabemos que tanto a alimentação como o sono são fundamentais para um correto desenvolvimento da criança. Além do sono noturno, a sesta, muito mais do que tranquilizar a sonolência causada pela digestão da comida, permite que nossos filhos possam repor forças e relaxar. Além disso, a sesta também permite um pequeno descanso dos pais, ao meio dia, após as cansativas atividades do dia a dia.

Por que tirar um cochilo é bom para as crianças

o-cochilo-um-prazer-e necessidade-criança A

Às vezes, com a incorporação dos nossos filhos a horários escolares fixos ou apertadas agendas familiares, fica difícil o acesso a este hábito saudável, ainda que tanto os professores como os pais são sensíveis à necessidade de que nossos pequenos estudantes (de 3 a 5 anos)  tenham que desfrutar de um pequeno sono vespertino. Em outras ocasiões, são as próprias crianças que se rebelam e não querem tirar um cochilo porque não querem dormir, ou os próprios pais consideram que a sesta pode interferir no sono noturno e prolongar, como consequência, as horas de vigília do seu filho. Todos os pais sabem o quão fundamental é esse momento mágico, da noite em que as crianças já estão deitadas para fazerem algo pendente ou simplesmente para se jogar no sofá para conversar, ler ou assistir à televisão

Recentemente, alguns especialistas do sono expuseram um completo estudo sobre a sesta e os seus resultados. Nessa apresentação se concluiu que as crianças que têm o hábito de dormir a sesta (cochilo) desenvolvem um maior rendimento psicossocial. O estudo revela que as crianças que não tiravam essa soneca depois de comer tinham muito mais sintomas de hiperatividade, ansiedade e depressão do que aquelas que o faziam, ainda que o número total de horas dormidas nas 24 horas eram as mesmas.  

Este estudo vem confirmar a conveniência que nossos filhos na idade pré-escolar e que tiram a sesta, que continuem com o hábito que começaram desde quando era bebê de maneira natural: tirar um cochilo depois de comer ou depois de uma atividade intensa. 

Ainda que durmam pouco ou inclusive não cheguem a conciliar o sono, a simples interrupção temporal dos afazeres do dia já implica em um descanso benéfico para eles. Este breve tempo que as crianças dedicam em se relaxar, refletir, imaginar, estar em silêncio ou folhear um conto, será igualmente proveitoso. 

Sendo assim, sempre que for possível, os pais devem incentivar nos filhos a prática do nosso ‘esporte nacional’, ou seja, o cochilo depois de comer. Esse pequeno momento de descanso é importante para melhorar o rendimento das crianças durante o dia, e sem dúvida um pequeno descanso para as intensas atividades na vida dos pais.

Patro Gabaldon. Redatora