10 conselhos para que as crianças durmam bem

Quando a criança não consegue dormir ou tem dificuldade para conciliar o sono pela noite

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Dormir bem é um dos aprendizados mais importantes das crianças. Do mesmo modo que eles devem aprender a comer, a caminhar, a se vestir, a tomar banho, eles devem aprender a dormir. Desde que nascem, dormir é algo que eles devem aprender pouco a pouco.

Se o seu filho é daqueles que não dormem bem, e não consegue conciliar o sono, você tem que levar em conta este decálogo elaborado por Guiainfantil.com para que as crianças conciliem o sono da melhor maneira possível e que, além disso, tenham felizes sonhos. 

Decálogo para que as crianças durmam bem

10-conselhos-para-que-as-crianças-durmam-bem A 

1. O ambiente. Para que as crianças durmam bem é importante que o façam em um ambiente tranquilo e relaxante, com uma iluminação mínima possível.

2. A rotina. É conveniente levar o bebê para o berço ou fazer com que a criança deite todos os dias na mesma hora. E, para saber quantas horas de sono as crianças necessitam, de acordo com a idade que tenham, pode-se seguir nossa Tabela de tempo de sono

3. O ritual. Para que as crianças não tenham dificuldades para conciliar o sono, pode-se criar um ritual para isso. O ideal é sempre segui-lo. Por exemplo, cantar para o bebê pode ser um ritual para que ele entenda que está na hora de dormir. Contar um conto para as crianças ou dar-lhe uma massagem, também podem ser rituais muito válidos.

4. A alimentação. É aconselhável não dar-lhe de comer ou beber ao bebê justamente antes de dormir. Alimentos e inclusive líquidos podem dificultar o sono das crianças. Devem-se evitar bebidas como a cafeína e inclusive chocolate antes de dormir.

5. As atividades. Antes de dormir, a melhor coisa é que os pais proponham atividades tranquilas aos seus filhos. Jogos movimentados ou com muita atividade física podem causar nervosismo nas crianças e se queixarão que não estão conseguindo dormir. Com o crescente uso de tablets e smartphones por crianças, para que o seu filho consiga dormir bem, aconselha-se desligar esses aparelhos com pelo menos uma hora antes de se deitar. 

6. Os ‘companheiros’. Se o seu filho é daqueles que dependem da chupeta ou de um bichinho de pelúcia ou uma fralda de pano para dormir, é importante que, ao despertar, eles os encontrem ao seu lado. Ele se sentirá mais seguro.

7. A temperatura. Além de tranquilo, o quarto da criança deve ter uma temperatura amena, nem muito frio nem muito quente. Temperaturas extremas podem provocar o despertar noturno das crianças.

8. Os ruídos. O ruído ambiental deve ser mínimo durante o sono noturno das crianças. Durante as sestas ou do sono diurno, é aconselhável que o bebê aprenda a dormir com os ruídos habituais da casa. 

9. Dormir sozinho. É importante que o bebê e as crianças aprendam a conciliar o sono sozinhos, ou seja, sem a ajuda dos pais. Se eles forem acostumados a dormir do nosso lado, quando despertarem vão reclamar a nossa presença. 

10. Medos e despertares noturnos. Se o bebê ou a criança sente medo noturno após um pesadelo, necessitarão de apoio e tranquilidade. Os pais devem se armar de paciência se quiser que o seu filho volte a dormir.