Como ensinar as cores para uma criança daltônica

Problemas de aprendizagem infantil para distinguir as cores

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Pode ser que demore um tempo para descobrir que o seu filho seja daltônico, porque o certo é que não implique em um problema sério de saúde. No entanto, convém levar em conta a sua dificuldade para distinguir as cores com o objetivo de que não interfira no desenvolvimento do aprendizado ou lhe ocasione problemas de autoestima.

Embora o daltonismo não tenha tratamento, sempre é possível ensinar à criança alguns truques para saber de que cor é cada coisa e que não se sinta diferente das demais. Ensinar as cores a uma criança daltônica é difícil, mas o que se pode conseguir facilmente é que ela se lembre de que cor é cada objeto.

Problemas com as cores das crianças daltônicas

como-ensinar-as-cores-criança-daltônica A

O daltonismo é um problema visual genético que dificulta a percepção das cores, geralmente é hereditário e não tem nenhum tratamento possível, mas as pessoas afetadas por esta doença convivem com ela com total normalidade e não afeta muito o seu dia a dia. 

É na infância quando mais problemas podem apresentar o daltonismo, também chamado ‘cegueira das cores’, já que a criança não pode aprender as cores como as outras. O fato de que não possa distinguir certas tonalidades pode causar-lhe também problemas de aprendizagem se os livros de texto não estiverem adaptados e requeiram a identificação de cores. 

Como as crianças daltônicas aprendem as cores 

Muitos pais demoram de dar-se conta de que seu filho é daltônico. É quando a criança começa a colorir quando descobrem que pode ter algum problema no desenvolvimento do sentido da visão. Se a criança pinta o céu de cor verde, por exemplo, é um indício de daltonismo, ainda que a primeira impressão seja que tenha uma imaginação sem limites. 

A criança daltônica nunca vai poder distinguir as cores, mas isso não significa que não tenha que sabe de que cor são as coisas. Um truque para que a criança possa colorir na sala de aula como as demais crianças é colocar em todos os lápis um pequeno pedaço de papel indicando que cor é essa. A criatividade dos pais e dos professores é importante para que uma criança que não possa distinguir as cores, não se veja excluída dos seus companheiros e possa ter problemas de autoestima.  

Também existe um código para distinguir as cores, da mesma forma do método Braille para a leitura, que facilita a integração das crianças daltônicas. Chama-se ColorAdd e se trata da identificação das cores mediante símbolos. Cinco símbolos fundamentais que permitam identificar as três cores primárias e também o branco e o negro. A partir daí, os símbolos se combinam para as diferentes tonalidades e dessa forma a criança reduz a consequências da falta de percepção das cores.