10 hábitos para desenvolver na criança antes da adolescência

Educação básica antes que a criança se torne adolescente

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os psicólogos recomendam corrigir os maus hábitos, comportamentos ou costumes das crianças desde a primeira infância. Impor normas e limites na educação dos filhos é fundamental, não apenas para criar uma boa convivência em casa, mas também para ir firmando as bases para o futuro. 

Antes que chegue o temido momento da adolescência e custe muito mais corrigir os comportamentos dos filhos convém colocar mãos à obra e inculcar nas crianças todos esses hábitos: 

10 hábitos que devemos inculcar na criança antes que se torne adolescente

10-hábitos-para-desenvolver-criança-adolescência A 

1. Dedicar um tempo a cada dia para conversar: os adolescentes podem se fechar em si mesmos e não gostam de falar muito. Para preparar esse caminho e evitar esse isolamento a gente pode adquirir o hábito de falar um pouquinho com eles todos os dias. 

2. Jantar juntos: é um maravilhoso momento para conectar e a família estar unida nessa hora. Também é um estupendo momento para dialogar em família. 

3. Não utilizar o celular à mesa: as crianças nos observam e nos imitam. Se não quisermos que o dia de amanhã nosso filho adolescente coma enquanto conversa com seus amigos pelo celular é bom que você também não o faça. 

4. Fale a sua linguagem: é importante se manter atualizado nos aplicativos, dispositivos ou programas que utilizem. É importante seguir em contato com eles e o seu mundo à medida que cresçam. 

5. Mantenha vivo o carinho: ainda que vão crescendo e já não queiram tantos abraços ou beijos, manter o contato físico é importante. Abraçar e beijar os filhos é uma demonstração básica de afeto. 

6. Conhecer os seus amigos: os pais devem saber com quais crianças os seus filhos passam o tempo. Temos que prestar atenção às suas amizades e nas pessoas que as rodeiam, sobretudo se trocam de amigos ou começam a contatar com gente que você não conhecia. 

7. Encontrar afinidades: pode ser jogar xadrez, andar de bicicleta, correr ou ver documentários diversos. Quando for adolescente poderemos manter a conexão através dos hobbies e passatempos.  

8. Conhecer seus interesses: à medida que vá crescendo a criança mudará seus desejos ou interesses. Conhecer o que ela gosta ou a apaixona ou que coisas detesta te ajudará a não perder seu filho de vista e continuar conhecendo-lhe.  

9. Deixar que se equivoquem: a superproteção não lhes favorece. Deixar que eles aprendam com seus próprios erros e, sobretudo nos manter próximos para ajudá-los a superá-los. 

10. Não ser autoritários: durante a infância a criança pode ser receptiva às ordens, mas à medida que vão crescendo, quanto mais autoridade impusermos sobre ela, mais tentará se rebelar. Autoridade sim, autoritarismo, não. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com