Crianças que se deixam influenciar por outras

Como educar crianças que são dependentes de outras

Quando tive o prazer de trabalhar dentro de salas de aula, sempre me chamou a atenção as mini-sociedades que se formavam entre as crianças, como se fossem criando grupos de crianças de acordo com as características ou as afinidades que existe entre eles. Você se dá conta do lado de fora como se as crianças estabelecessem inclusive uma própria hierarquia ou jogo de regras onde uma criança é a líder e outras que se opõem a ela e outras que a seguem fielmente, quase como em uma sociedade adulta onde pode haver líderes no poder e outros que os seguem quase com os olhos vendados. 

Essa realidade nos pequenos é parecida com a dos adultos, já que as crianças dependentes ou ‘seguidoras’ de outras se deixam arrastar pelas atuações da criança líder, fazendo coisas que com certeza, se estivessem sozinhas não as fariam de maneira alguma. 

Como se comportam as crianças dependentes de outras crianças

crianças-influenciavel-meninos-menina A

Essas crianças dependentes de outras podem ser crianças que fazem qualquer coisa para serem aceitas dentro de um grupo só para não serem afastadas, ainda que isso signifique fazer coisas que não queiram fazer. Parece inclusive que, quando está dentro do grupo em plena interação com outras, sua personalidade fica anulada e vai aonde se dirige o grupo majoritário, independentemente dos seus gostos ou critérios.

Esse comportamento tão dependente se inicia em casa e para evitá-lo os pais devem criar seus filhos para serem líderes e não para que sejam seguidores. Com isso, não quero dizer que o seu filho se converterá necessariamente em um líder, mas sim, terá as estratégias necessárias para que outras crianças não se aproveitem dele e ele saiba dizer não quando não quer fazer algo porque será capaz de criar o seu próprio círculo sem ter que estar à sombra de ninguém. 

Como educar a uma criança para que não se deixe influenciar pelas outras

Os pais, como é normal, sempre criarão seus filhos com a melhor intenção na hora de educá-los, mas muitas são as vezes que ‘a ficha não cai’ que se quando tentam protegê-los demais, ou se consentem em tudo, ou impõem normas severas ou se criam um ambiente demasiadamente perfeccionista onde o ‘ser criança’ fica quase anulado...estarão cometendo erros que prejudicarão o desenvolvimento social do pequeno e a relação que pode ter com os outros. 

Além disso, se uma criança se acostuma a obedecer cegamente sem que leve em conta o seu critério, é muito provável que quando esteja em outros contextos que não seja o familiar, também obedeça cegamente e confie nos outros sem ter um pensamento crítico, querendo fazer parte de um grupo de iguais a qualquer preço, porque sua personalidade e autoestima estarão colocadas nas mãos dos outros. 

E o pior é que ela não saberá dizer não a nada, algo que se torna muito perigoso na medida em que o pequeno vai crescendo, porque pode haver a possibilidade de que se junte com más companhias sem perceber o perigo que isso implica. 

María José Roldán

Mestre de Educação Especial (Pedagogia Terapêutica)

Psicopedagoga

  • Violência escolar ou Bullying
    Violência escolar ou Bullying

    A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

    • Problemas de auto-estima nas crianças
      Problemas de auto-estima nas crianças

      Como se manifestam os problemas de auto-estima em uma criança? Como saber se meu filho tem problemas de auto-estima nos filhos? Como detectar comportamentos que sejam mostras de baixa auto-estima nos meninos y nas meninas.

0 comentários