Como tratar da asma durante a gravidez

Tratamento para a asma durante a gravidez

Vilma Medina

Vilma Medina

A asma é uma infecção pulmonar que pode comprometer a vida das pessoas se não receber tratamento adequado. No caso da asma afetar uma mulher no período de gravidez, pode fazê-la viver uma etapa complexa do ponto de vista metabólico, e por isso necessitará uma atenção especial para evitar que sua saúde e a do seu bebê tenham complicações.

A asma durante a gravidez

Como tratar a asma durante a gravidez

Pesquisas recentes mostraram que existem evidências científicas de que as flutuações hormonais poderão influenciar diretamente na inflamação das vias respiratórias das mulheres, e isso explicaria uma das razões porque a asma em algumas mulheres evolui em paralelo com seu desenvolvimento hormonal.

Também sustenta a teoria da asma pré-menstrual, que afeta 57% das mulheres asmáticas. O tratamento é essencial para o bom desenvolvimento do feto e, apesar dos prejuízos que podem causar alguns medicamentos mais usados para combater a hiperventilação pulmonar, está provado que uma crise asmática implica na diminuição do oxigênio para o feto, um perigo muito maior que a administração de esteroides ou broncos dilatadores adequados.

É comprovado que as asmáticas sob tratamento desfrutam de gravidezes mais saudáveis e que dessa forma aumenta a probabilidade de ter filhos sadios.

Os especialistas recomendam que as mulheres sem filhos que querem engravidar, avaliem a situação juntamente com seu ginecologista e planejem um plano terapêutico preventivo com o emprego de recursos de imunoterapia, que normalmente não tem efeitos adversos quando iniciados antes da gravidez.

Uma das instituições que estudaram a fundo o tema, a Kaiser Permanente Medical Center, indicou que as grávidas asmáticas devem:

1- Cumprir rigorosamente o programa terapêutico preventivo indicado pelo médico e aprovado pelo ginecologista, de maneira que a inflamação crônica das vias aéreas fique sob controle.

2- A grávida deve se manter longe dos fatores que desencadeiam as reações alérgicas ou asmáticas, assim como consultar sempre um profissional antes de tomar qualquer remédio.

3- Praticar exercícios físicos com moderação sempre que eles não sejam indutores da asma. Essa rotina física deve ser controlada por um profissional.

4- Vacinar-se contra o vírus da gripe se o segundo ou terceiro trimestre de gravidez cai no outono ou inverno. A contaminação ambiental e as mudanças climáticas são dois dos fatores que se multiplicaram e que causaram mortes em todo o mundo.

Rosa Mañas. Redatora de GuiaInfantil.com

Diabetes gestacional. Diabetes durante a gravidez

Diabetes gestacional. Diabetes durante a gravidez

O diabetes gestacional pode aparecer ou ser diagnosticado pela primeira vez, por volta da 28ª semana de gravidez. Afeta aproximadamente a 4% das gestantes e suas causas ainda não são totalmente conhecidas.

Reflexologia podal para grávidas

Reflexologia podal para grávidas

A Reflexologia Podal é uma terapia natura e com poucas contraindicações, que permitem a futura mamãe aceitar as mudanças com maior naturalidade e assim poder desfrutar de todo o período da melhor forma, beneficiando-se tanto ela como o futuro bebê.

A melhor postura da gestante no trabalho

A melhor postura da gestante no trabalho

As dores de coluna, as lombalgias e a ciática, são alguns dos incômodos mais típicos do último trimestre de gravidez. A postura da gestante no trabalho (e em casa) é fundamental na hora de prevenir futuros problemas.

O olfato nas mulheres grávidas

O olfato nas mulheres grávidas

Com certeza você conhece mulheres grávidas que desenvolveram um extraordinário sentido de olfato e que podem reconhecer cheiros que antes passavam despercebidos. Pode ser, inclusive, que isso já tenha passado com você mesma.

A Síndrome das pernas inquietas na gravidez

A Síndrome das pernas inquietas na gravidez

Alguma vez você já ouviu falar da Síndrome das pernas inquietas? Em geral, que sofre dessa síndrome sente um incômodo muito grande nas pernas quando está sentado ou deitado. Ocorre tanto em homens como em mulheres e pode causar dificuldades para conciliar o sono, viajar e desenvolver outras atividades. Alguns casos da SPI se relacionam com a gravidez, à anemia por deficiência de ferro ou à insuficiência renal.

0 comentarios