A hepatite A e as crianças

Prevenção, sintomas, diagnóstico e tratamento da hepatite A nas crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O que é a hepatite? A hepatite é uma inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, como também por outros fatores como bactérias, remédios e agentes tóxicos. 

Nas crianças, a forma de hepatite mais frequente é a hepatite A, também denominada hepatite infecciosa. Esse tipo de hepatite é causado pelo vírus da hepatite A, que se encontra nas fezes de pessoas infectadas. As fezes infectadas podem estar presentes em pequenas quantidades em alimentos e objetos (desde um trinco de uma porta até nas fraldas de um bebê). 

Sintomas da hepatite A

a-hepatite-a-e-as-crianças A 

A hepatite A nas crianças se apresenta inicialmente com náuseas, vômitos, mal estar geral e febre. Também pode aparecer dor abdominal, coloração escura da urina, evacuações esbranquiçadas, icterícia (coloração amarelada) tanto em conjuntivas como na mucosa oral. O mal estar geral diminui com o aparecimento da icterícia. 

Contágio e diagnóstico da hepatite A

A hepatite A se contagia via fecal-oral, ou seja, por meio de alimentos e água contaminada. Através da água, do leite e alimentos contaminados, sobretudo o marisco. 

Quanto ao diagnóstico da hepatite, alguns exames de laboratório como exames de função hepática (bilirrubinas e transaminases), tempos de coagulação e glicose podem detectá-la. 

Tratamento da hepatite A 

Não existe um tratamento específico para a hepatite A, mas devem ser evitados todos os medicamentos, em especial analgésicos e para controlar a febre. As gorduras e alimentos que irritem o fígado para diminuir os sintomas gastrointestinais.

Prevenção da hepatite A 

A forma mais fácil de prevenir a hepatite A em crianças é através da vacinação infantil. A vacina contra a hepatite A é recomendada aos dois anos de idade. Também existe uma vacina combinada de hepatite A e B que se podem administrar sem maiores complicações na idade adulta quando não vacinado na infância. 

Para evitar o contágio no caso da hepatite A se deverá ter cuidado com a higiene pessoal como lavar as mãos e ao preparar alimentos. Deve-se evitar o contato com qualquer objeto potencialmente contaminado com matéria fecal e evitar condições de superlotação; deve ter especial cuidado ao viajar com as crianças em regiões onde as condições sanitárias sejam deficientes e a qualidade da água seja suspeita, sobretudo ao beber ou nadar. Evitar comer marisco ou peixe procedente de águas contaminadas com águas residuais, lavar as mãos após usar o banheiro e antes das refeições e se um membro da família contrai a hepatite utilizar desinfetantes para limpar vasos sanitários, banheiros que essa pessoa tenha utilizado. 

O prognóstico é em geral muito bom e 95% dos pacientes com hepatite A se recuperam sem nenhuma sequela.