Hemorragias. Primeiros socorros em crianças

O que se deve fazer no caso de uma hemorragia

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Uma hemorragia é a saída de sangue dos vasos sanguíneos. A pessoa que presta os primeiros socorros deve tentar deter a perda de sangue, sempre que for possível. 

A hemorragia mais comum é a hemorragia nasal, mas as crianças também podem sangrar pela boca ou pelo ouvido. A gente te ensina a agir em cada caso.

As hemorragias nasais das crianças

hemorragias-primeiros-socorros-crianças A

A origem das hemorragias nasais é diferente e podem ser produzidas por quedas, espirros, alergias, erosões ao coçar ou como consequência de um aumento da pressão arterial. Sempre é importante consultar o pediatra. 

O que devemos fazer quando o nariz da criança sangra?

- Conserve a calma e tranquilize a criança. 

- Peça que a criança se sente com a cabeça pra frente para permitir a saída do sangue pelos orifícios nasais. 

- Permita que a criança respire pela boca enquanto pressiona a parte mole do nariz com os dedos polegar e indicador. 

- A criança deve permanecer com o nariz tapado por uns 10 minutos, tentando não falar, engolir, tossir, assuar ou cuspir, já que qualquer dessas ações atrasa a formação de um coágulo dentro do nariz. 

- Passados estes 10 minutos, libere a pressão sobre o nariz, e se a hemorragia ainda não tiver sido estancada, repita a operação. Se ela não se detiver, chame o serviço de emergência. 

- Quando a hemorragia se estancar, limpe ao redor do nariz com água. A aplicação de frio local (água gelada, gelo) também pode ajudar a deter a hemorragia, mas o rosto é muito sensível e o frio pode causar dor. 

O que NÃO devemos fazer 

- Inclinar a cabeça para trás para que o sangue não saia.

- Tapar os orifícios nasais com algodão ou gazes. Ainda que seja uma técnica habitual nos centros de saúde e emergências, num primeiro auxílio a gente deve se limitar a apertar as narinas.

- Realizar esforços, como assuar o nariz, porque não favorecem a formação de coágulo. 

As hemorragias das crianças pela boca

O sangue vermelho que sai pela boca pode proceder de cortes na língua, lábios ou paredes da boca, ou por perdas de peças dentais, ainda que também possa proceder de outras áreas do corpo. Geralmente, o sangramento estanca em poucos minutos, mas em outras ocasiões pode ser abundante e alarmante.

O que devemos fazer quando a criança sangra pela boca? 

- Peça à criança que sente com a cabeça inclinada para frente e se a situação lhe permite, coloque uma gaze sobre a ferida e comprima ou pressione a área durante uns 10 minutos seguidos. 

- Se a hemorragia é devido à extração ou perda de um dente, tampone com gaze o espaço na gengiva e peça à criança que o morda. Se a hemorragia continua, acrescente outra gaze à que estiver empapada e peça para a criança continuar fazendo pressão. 

- Se o sangramento persistir, chame o serviço de urgências.

O que NÃO devemos fazer 

- Realizar enxágues bucais em sangramentos ativos.

- Tomar líquidos ou comida quente mesmo tendo passado algumas horas.

- Roçar com a língua ainda que o sangramento já tenha se estancado. 

- Aplicar antissépticos bucais sem prescrição médica. 

A hemorragia das crianças pelo ouvido

Podem ser produzidas pela erosão de um corpo estranho, por um traumatismo em um pavilhão auditivo, pela ruptura do tímpano após uma explosão, por exemplo, ou devido a uma infecção no ouvido

Em geral, não são graves, exceto quando em consequência de um traumatismo craniano. Quando a perda de sangue for abundante e previamente tenha existido um traumatismo na cabeça, a origem da hemorragia pode ser devido a uma fratura no crânio, uma situação muito grave. 

O que devemos fazer quando observarmos sangramento pelo ouvido?

- Chame o serviço de emergência. 

- Se suspeitar que a hemorragia seja consequência de um traumatismo craniano, evite que a criança movimente a cabeça. 

- Caso não seja devido a um trauma cranial, a criança também pode se sentir tonta ou notar ‘apitos’ (chiados) no ouvido. Ajude a criança a se reclinar, apoiando a cabeça sobre o lado que sangra para facilitar a saída do sangue, enquanto segura um curativo com suavidade para que absorva o sangue. 

- No caso de um corpo estranho, não tente retirá-lo. Procure o serviço de emergência. 

Fonte consultada: 

Primeiros Socorros em bebês e crianças da Cruz Vermelha (Espanha)

Pedro Oliver

Redator de GuiaInfantil.com