Os piolhos são uma ameaça nos acampamentos infantis

Como tratar o contágio de piolhos nos acampamentos para crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O verão é a estação perfeita para que seus filhos sofram com a pediculose, ou seja, que se contagiem com os piolhos. Pouco se pode fazer como prevenção, assim que o melhor é estar preparado e saber como tratar o problema. Os piolhos podem aparecer em qualquer época do ano, mas o calor do verão os faz se sentirem mais cômodos, e os acampamentos infantis podem reunir as características para que a pediculose se converta numa epidemia.

Os acampamentos infantis são uma das melhores opções para manter nossos filhos ativos e ocupados durante as férias de verão. É uma forma de juntar o aprendizado e a diversão que as crianças adoram. Mas esses acampamentos infantis têm uma ameaça quase inevitável: os piolhos. 

Os piolhos nos acampamentos infantis

Contágio de piolhos nos campamentos das crianças

É hora de desmistificar a crença de que os piolhos só aparecem em crianças de classes desfavorecidas ou em lugares onde não prestam muita atenção à higiene. O calor do verão e os acampamentos infantis fazem com que a infestação de piolhos se democratize e afete a qualquer criança ou monitor. Tão pouco se pode fazer dos piolhos algo com que se tenha que envergonhar. O contágio pelos piolhos é inevitável para qualquer criança.

É muito fácil se contaminar com piolhos nos acampamentos de verão, já que as crianças dormem com freqüência juntas, compartilham toalhas ou bonés e praticam brincadeiras em que o contato é permanente. Os piolhos passam facilmente de uma cabeça para outra, e ali colocam os seus ovos ou lêndeas que se desenvolvem mais comodamente graças ao calor. No momento em que uma das crianças do acampamento começa a se queixar de coceiras na cabeça, o contágio a todo acampamento é a norma. 

Como tratar os piolhos nos acampamentos infantis

De vez em quando ouvimos a notícia que algum acampamento infantil teve que ser fechado devido a uma epidemia de piolhos, e as crianças tiveram que ficar sem desfrutar do verão e os pais sem saber o que fazer para tratar dos piolhos. Não há porque se preocupar porque o contágio por piolhos não é um drama, mas devem ser eliminados o quanto antes. 

O primeiro passo é borrifar todo o cabelo com uma loção anti-piolhos e lêndeas e deixar agir por umas 4 horas. Ainda que algumas pessoas coloquem uma toalha na cabeça da criança, o melhor é deixar a cabeça descoberta ou tapá-la com um saco plástico porque a toalha poderia absorver o produto e perderia suas propriedades antiparasitárias. Passadas as 4 horas, lava-se o cabelo da criança do modo habitual.  

Dessa maneira os piolhos estarão eliminados, mas não as lêndeas. As lêndeas devem ser retiradas com um pente bem fino, específico para retirada das lêndeas, e para facilitar a tarefa, o melhor truque é enxaguar a cabeça da criança com água e vinagre. Agora sim, a criança está livre de piolhos e lêndeas, mas para nos assegurarmos de que a pediculose do acampamento infantil não chegue à nossa casa, é necessário desinfetar todos os acessórios do cabelo, incluindo o pente, assim como lavar com água quente a roupa e toalhas. 

Laura Vélez

Colaboradora de Guiainfantil.com