Consequências da violência escolar

As consequências do bullying são incalculáveis para a vítima e para o agressor

O bullying não está ligado a distinções sociais ou de sexo. Apesar da crença que os centros escolares situados em zonas menos favorecidas são por definição mais conflitivos, o certo é que o bullying faz-se presente em quase qualquer contexto. Em relação ao sexo, tão pouco apresenta diferenças, a menos no que diz respeito às vítimas, posto que no perfil do agressor, há predominância dos homens.

Consequência da violência escolar para a vítima

As consequências da violência escolar são muitas e profundas. Para a vítima da violência, as consequências se notam em uma evidente baixa auto-estima, atitudes passivas, transtornos emocionais, problemas psicossomáticos, depressão, ansiedade, pensamentos suicidas, etc. Somando-se a isso, a perda de interesse pelas questões relativas aos estudos, o qual pode desencadear uma situação de fracasso escolar, assim como o aparecimento de transtornos fóbicos de difícil resolução.

Pode-se detectar a uma vítima de violência escolar por apresentar um constante aspecto contrariado, triste, deprimido ou aflito, por faltar frequentemente e ter medo das aulas, ou por ter baixo rendimento escolar. Além disso, também atinge o plano físico, apresentando dificuldade para conciliar o sono, dores no estômago, no peito, dores de cabeça, náuseas e vômitos, choro constante, etc. No entanto, isso não quer dizer que todas as crianças que apresentam esse quadro estejam sofrendo violência escolar. Antes de dar um diagnóstico ao problema, é necessário que antes se investigue e se observe mais a criança.

Consequência da violência escolar para o agressor

Quanto aos efeitos do bullying sobre os próprios agressores, alguns estudos indicam que estes podem encontrar-se “às portas das condutas criminais”. Também os espectadores, a massa silenciosa de companheiros que, de um modo ou de outro, sentem-se amedrontados pela violência que testemunham, são afetados, podendo provocar certa sensação de que nenhum esforço vale a pena na construção de relações positivas. Para o agressor, o bullying dificulta a convivência com as demais crianças, e o faz agir de forma autoritária e violenta, chegando em muitos casos a converter-se em um deliquente. Normalmente, o agressor se comporta de uma forma irritada, impulsiva e intolerante. Não sabem perder, necessitam impor-se através do poder, da força e ameaça, metem-se em discussões, pegam o material do seu colega sem o seu consentimento, e exteriorizam constantemente uma autoridade exagerada.

50 comentários

  • L
    Letícia santos pereira

    08/09/2009 17:35

    :)Mas poderia ficar melhor se acrescenta-se mais informações sobre as consequências no Brasil todo , Fora isso eu gostei muito tambèm !!! bjusss e prabéns .

    Avaliar
    Responder
  • m
    maike jose

    28/08/2009 10:49

    gostei desse assunto esse site e muito bom

    Avaliar
    Responder
  • l
    lucas lima

    28/08/2009 10:49

    todas as ocasiões vista nesse sentido devem ser bem investigadas

    Avaliar
    Responder
  • l
    lucas emanuel

    28/08/2009 10:46

    adorei tudo isso :):)e esse assunto é muito importante para ficarmos informados:-*:-*

    Avaliar
    Responder
  • S
    SAFIRA CRISTINA

    19/08/2009 15:34

    GOSTEI ,POIS TENHO UMA FILHA QUE TA ENTRANDO NA ESCOLA AGORA E ESSE ASSUNTO É MUITO IMPORTANTE...:D:D:D:D

    MAS PODERIA TEM MAS SOBRE O ASSUNTO...;););)

    Avaliar
    Responder
  • J

    19/08/2009 14:11

    ;):-*:'(

    Avaliar
    Responder
  • j
    jonata

    05/08/2009 15:51

    :'(ameib tudo isso
    amei!!

    Avaliar
    Responder
  • i
    ijkfeg

    05/08/2009 15:50

    :-*:'(:P8):o:(>:(;D:D;
    ):)adorei muito

    Avaliar
    Responder
  • r
    raynna

    05/08/2009 15:43

    :o>:(>:(>:(

    Avaliar
    Responder
  • r
    raiane

    04/07/2009 21:22

    >:(eu achei q poderia ser melhor com o foco e naum outras coisas a mais...:'(

    Avaliar
    Responder

Página: 5 de 5 (50 Artigos) ‹‹12345