5 erros dos pais diante do assédio moral ou bullying

O que nunca você deve fazer diante de um caso de assédio ou bullying

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O assédio moral ou bullying é um tema muito sério que pode afetar o seu filho mais do que você pensa. Qualquer criança pode ser vítima do assédio. Não porque tenha algo de especial. Sem que nem pra que outra criança decide quem será sua vítima de chacotas. Na escola, antes um lugar seguro e amável se transforma num autêntico pesadelo para qualquer criança. 

A atuação de professores e pais diante de um caso de bullying é determinante. Não somente a rapidez com que se age, mas como o fará. Alguns pais tendem a desprezar as queixas do seu filho, e começam a cometer uma série de erros imperdoáveis. A gente compartilha alguns deles com você. 

5 erros graves sobre o bullying escolar que prejudicam ao seu filho

5-erros-dos-pais-diante-assédio-bullying A

Os clichês, a educação mais arcaica e uma série de erros podem se tornar terríveis para o seu filho. A gente conta para você quais são os 5 grandes erros que os pais podem cometer diante de um caso de bullying

1. Pensar que ‘isso é coisa de criança’.

2. Acreditar que isso acontece com crianças esquisitas. ‘Algo que terão feito para outras crianças as moleste tanto’. 

3. Pensar que isso nunca acontecerá com o meu filho sem que eu fique sabendo. ‘Eu seria a primeira pessoa a ficar sabendo. Eu conheço ao meu filho melhor do que ninguém’. 

4. 'Alguém te insultou? Não seja dedo-duro e aguente’. 

5. Dizer ao seu filho: ‘Nunca se meta nos problemas dos outros. O problema não é seu e vai acabar respingando em você’. 

O que devemos saber sobre o assédio moral escolar 

1. Quando se produz uma relação de dominante e dominado e, além disso, existe uma vítima que sofre maltrato psíquico constante e quando uma criança sofre com atos reiterados de outros, isso é bullying. E não é coisa de crianças. Nenhum ato violento o é.  

2. A vítima de bullying escolar pode ser qualquer aluno. Pode ser tire notas excelentes ou não. Que use óculos ou não. Que seja gordo ou não. Que use calça jeans ou não.

3. A maioria dos pais cujo filho sofre assédio demora em se dar conta. A criança sofre assédio pode se sentir envergonhada e acaba ocultando o que está ocorrendo. Além disso, ela sente medo e não é capaz de contar o que está acontecendo a ninguém. 

4. Dedo-duro é o que conta segredos com intenção de causar mal a terceiros. A pessoa que é capaz de denunciar um dano ou um ato de agressividade (física ou psicológica), ela está fazendo o que é correto.

5. O problema de um companheiro de classe também é problema seu. E é problema de todos.

Calcula-se que um de cada 3 crianças em idade escolar pode sofrer bullying. Quanto antes a gente aprender a agir, mais rápido resolveremos essa situação. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com